Silvia Zanetti, a Costureira de Casa Branca e Região!

No ano em que Casa Branca comemora seus 200 anos, em meio a tantas festividades e comemorações, nada mais justo que mencionar aquela que foi uma personalidade ímpar na cidade desde que chegou com a família no início do século XX, marcando presença pelo talento em lidar com a alta costura, sem nunca sequer ter feito um curso de Corte e Costura.
Silvia Zanetti manejava a tesoura, com sua mão canhota, como poucos! Tinha o dom de criar modelos, costurar e fazer brilhar suas freguesas de Casa Branca e Região, em qualquer ocasião de festa, gala ou solenidade.
Trajando modelos criados pelo corte perfeito de Silvia Zanetti desfilaram senhoras e senhoritas não somente da sociedade casabranquense, mas também das cidades da região, como Porto Ferreira, Tambaú, Santa Cruz das Palmeiras, Itobi, Mococa e Ribeirão Preto, entre outras.

Casamento Civil de sua sobrinha Maria Zélia - 1966 - Os modelos usados por nós, as mulheres, foram confeccionados por Silvia Zanetti.

Casamento Civil de sua sobrinha Maria Zélia – 1966 – Os modelos usados por nós, as mulheres, foram confeccionados por Silvia Zanetti.

Tenho muita honra e orgulho de ser sobrinha desta mulher forte e batalhadora, que ajudou sua mãe recém chegada da Itália a criar seus irmãos e ainda, apesar de solteira, ajudou a criar as filhas de um de seus sete irmãos.

A FAMÍLIA DE SÍLVIA ZANETTI

Da longínqua e bela Itália, precisamente da cidade de Porto Gruaro, Província de Veneza, numa época em que jornais e rádios anunciavam a guerra e o clima era de medo, tensão e incertezas, a família de Felice Zanetti e Anna Florian buscou uma saída para uma melhor estabilização, e decidiram mudar-se para o Brasil, terra próspera, fértil e promissora. O casal já possuía três filhas, as meninas Silvia, mais velha, nascida em 18 de março de 1910, nesta época já com seus 3 para 4 anos; Leonor, a do meio e Assumpta, a mais nova.

Anna Florian e Felice Zanet

Anna Florian e Felice Zanet

Decidiram então vir para o Brasil e Felice com esposa e filhos, juntamente com seu irmão Alexandre Zanetti, juntaram em baús as roupas necessárias e seus poucos pertences para a grande viagem. Assim partiu a família, fugindo da guerra através da Áustria, pelo Navio Júlio César, que a princípio levaria a família para o Rio Grande do Sul, mas pelas mãos do destino, e isso não se sabe o motivo, Itobi os recebeu primeiro e depois a cidade de Casa Branca, ambas no estado de São Paulo.
Alexandre, por obra do destino, foi estabelecer-se em Catanduva/SP.

Alessandro Zanet e Luiza Cahin

Alessandro Zanet e Luiza Cahin

Felice e sua família, ao chegarem em Casa Branca tiveram como moradia a Chácara de um patrício chamado Vicenzo Maschietto. Com o passar do tempo a família aumentou e vieram Chielo (mais tarde teve o nome alterado na certidão de nascimento para Célio), Mariano, Pedro, Nair e José (chamado por todos de Felicinho).
Felicinho estava com apenas um mês de vida quando Felice Zanetti, aos 36 anos, veio a falecer devido à gripe espanhola. Anna não esmoreceu; italiana de fibra e valorosa, iniciou o plantio e a venda de flores para que seus oito filhos tivessem uma vida digna.

Anna Florian Zanet e seus 8 filhos

Anna Florian Zanet e seus 8 filhos

Nos Natais era imprescindível a reunião da família Zanetti, já sem o patriarca, mas Anna fazia questão de reunir todos os filhos, netos e bisnetos para o almoço de Natal, como mostra esta antiga foto da família reunida:

Anna Florian Zanetti e família – Natal nos anos 50

Anna teve a felicidade de retornar a sua Itália em 1950, ficando lá durante seis meses, quando pôde rever a família que lá deixou. Fez a viagem de navio em 1950.
Faleceu em agosto de 1970, aos 84 anos de idade.

SILVIA CONFECCIONAVA VESTIDOS DE FESTA, DEBUTANTES, FORMATURAS E CASAMENTOS

Silvia tornou-se uma grande modista na região, tendo aprendido o ofício ainda menina, quando se propôs a desmanchar calças, camisas e vestidos de seus irmãos para ver como eram feitos, tudo para ajudar sua mãe Anna, que ainda recém chegada da Itália ficara viúva, com seus oito filhos ainda pequenos. Desta forma, Silvia, que era a mais velha, foi aprendendo a lidar com a tesoura, linhas, máquina de costura e tecidos, e tornou-se a maior modista da região de Casa Branca!

Da esquerda para a direita: Silvia, Leonor, Assumpta e Nair

Da esquerda para a direita: Silvia, Leonor, Assumpta e Nair

Silvia contava com o auxilio das irmãs Leonor, na costura, e Assumpta , nos bordados de pedraria e paetês. Entre suas funcionárias mais dedicadas estavam as irmãs Maria e Lúcia, que a acompanharam durante toda a sua vida profissional.

As irmãs Assumpta, Silvia, Leonor e Nair

As irmãs Assumpta, Silvia, Leonor e Nair

Silvia nunca se casou mas ajudou a criar as três filhas de seu irmão Mariano: Silvia, Doraci e Maria José; faleceu em 22 de setembro de 2002, aos 92 anos, e ainda costurava quando era solicitada!

Anna Florian e sua família

Leonor casou-se e teve uma filha, Neusa; faleceu em 1988; Assunta naturalizou-se brasileira e teve um emprego público; também nunca se casou e faleceu em 1988; Célio se tornou comerciante, casou-se com Maria Astolfi e tiveram os filhos: Célio Fernando, Maria Célia, Maria Zélia e Lúcia Madalena; faleceu em 06 de novembro de1989, aos 72 anos; Mariano era dentista prático e sitiante, casou-se com Ofélia e tiveram os filhos: Silvia, Maria José e Doraci; viúvo, casou-se novamente com Esther e tiveram os filhos: Felício, Leila e Márcia; faleceu em 2011; Pedro era sapateiro e se casou com Ida e tiveram os filhos: Pedrinho, Vera Lúcia, Marina, Marcos, Maria Ângela (Malí) e José Luis; faleceu em 1991; Nair era comerciante e se casou com José Vitta; tiveram os filhos: Maria José, Silvia, Geraldo e Luis Gonzaga; tia Nair Zanetti Vitta faleceu e foi se unir aos irmãos na data de 22 de setembro de 2010, mesma data em que sua irmã mais velha, Silvia, havia nos deixado há 8 anos (2002). José (Felicinho) era funcionário público, casou-se com Anilde e tiveram os filhos: Ana Maria, Margarete, Márcia e José Felício; faleceu em 23-02-2005.

Meu pai Célio Zanetti dança a valva de formatura da sobrinha Neusa Zanetti Cayaffa (18 anos) - Vestido confeccionado por Silvia Zanetti.

Meu pai Célio Zanetti dança a valsa de formatura da sobrinha Neusa Zanetti Cayaffa (18 anos)

Famiglia Florian Zanetti 083

Vestido confeccionado por Silvia Zanetti

Maria Cecília Astolfi - Vestido de noiva confeccionado por Silvia Zanetti.

Maria Cecília Astolfi – Vestido de noiva confeccionado por Silvia Zanetti.

Maria Zélia Zanetti , a noiva, e Silvia Zanetti, a modista que confeccionou o vestido da noiva!

Maria Zélia Zanetti , a noiva, e Silvia Zanetti, a modista que confeccionou o vestido da noiva!

29 respostas em “Silvia Zanetti, a Costureira de Casa Branca e Região!

  1. PARABÉNS LUCIA PELA INICIATIVA REALMENTE É IMPOSSIVEL DEIXAR PASSAR EM BRANCO A HISTÓRIA DE NOSSA FAMÍLIA .AO LER SOBRE AS COSTURAS DE TIA SILVIA PASSOU PELA MINHA MEMÓRIA OS VESTIDOS DE DEBUTANTES PENDURADOS NO QUARTO … QUE SEMPRE NOS FAZIAM SONHAR …E OS NATAIS..AQUELA MESA GIGANTESCA … FARTA COMIDA E MUITA ALEGRIA.BJOS DA PRIMA DORA

    • Olá Dora, que bom ter notícias suas!
      Sim, a lembrança dos vestidos pendurados no quarto grande e as caixas de tecidos vindos da Tecelagem Francesa (lembra do Sr. Mário Greco?), que ficavam “no quarto escuro”, e tantas outras coisas, inclusive as delicadas xícaras de porcelana onde a tia Leonor servia cafezinho para as visitas e freguesas, jamais sairão da minha memória! Entre tantas outras coisas, certamente! hehe

      Um abraço a todos!

  2. Bravo… irmã….pela feliz iniciativa. Muito justa a homenagem. Afora as lembranças que mencionou lembro tambem os passeios nas bossorocas junto com vó NUTA em busca de areia branca com que polia panelas, tachos e vasilhas para doces….bons tempos…ótimas lembranças
    Beijão aqui do s/ irmão
    Nando

  3. Pingback: Casa Branca 200 Anos – Velhos Tempos e Dias de hoje – 2ªParte | WE LOVE THE BEATLES FOREVER

  4. Parabens, Lucinha , está ótimo seu depoimento sobre sua família, em especial sobre a tia Silvia .Realmente, era imperdível admirarmos o ” varal” no quarto da frente abarrotado de vestidos de formatura, vestidos longos, de gala, lindíssimos.Que saudade daquele tempo e da Tia Silvia.

  5. Lucinha, que presente valioso eu encontrei aqui através de sua sensibilidade. Ainda tenho lembranças vivas das roupas penduradas naquele quarto (que sonho), Do natal e reuniões de família naquela imensa mesa, do quintal com a mangueira (espada) e as várias jabuticabeiras onde eu saboreava as jabuticabas no pé. Da horta, das hortênsias… E o doce de manga verde da tia Assunta? até hoje sei exatamente o sabor ! E tudo o que você relatou e muito mais que agora chegou à minha mente. Até hoje escuto que sou a mais parecida com a vó Nuta, com sua pisada rastando o pé pelo chão…Obrigada por trazer toda a história aqui. Parte dela eu não conhecia .Uma bela homenagem a essa família de guerreiros e guerreiras. Oito filhos, infinitas histórias que a gente ainda está escrevendo. Gostaria muito de ter estas duas fotos e outras que tiver, para mostrar às minhas filhas e mais tarde às netas(os) Tenho uma de 5 meses de Mariana. Se for possível mandar via email, eu iria adorar.Me lembrei que sempre te via no Orkut e quando passei para o face perdi contato. Vou te procurar. Minha gratidão. Beijos
    Maria Marcia Zanetti

    • Oi Márcia, que bom ler o seu depoimento aqui, sobre as nossas lembranças da infância!
      Como esquecer aquele doce de manga espada, que a tia Assumpta fazia na cozinha do quintal, naquele fogão a lenha, não é mesmo?
      E o pé de maçãzinhas, lembra? ehehe

      Mando as fotos sim, e um grande abraço,

      Lúcia

  6. Pingback: Revivendo o passado: Minhas Origens / Genealogia das famílias Astolfi Zanetti | WE LOVE THE BEATLES FOREVER

  7. Silvia, depois de ver foto de Alexandre Zanetti e Luiza Cahin, confirmado! são mesmo “mios nonos”. Obrigado por proporcionar-me saudosa lembrança!

  8. Meu pai ANTONIO CIPRIANO ZANINI, casado com IDA ZANETTI ZANINI (filha de Alexandre e Luiza). Da união, os filhos: LUIZ MANOEL,(casado com Merce Tereza Linjardi) MARIA SALETH e WLADEMIR CARLOS. De minha união, os filhos: Christiani Paula, Alessandra Carla e Luiz Eduardo. Tenho dupla cidadania pela familia Zanini, vindos de Salleto/Padova/Venetto. Espero ter ajudado! Grato.

  9. São muitos. Os que me lembro: Atilio, Angelo, Mario, Aristides, Santo Celio, Josefa, Roile, Ida (minha mãe) e Eunice! Os vivos: Josefa, mora em itajobi e Eunice em Ribeirão Preto. Fico feliz se ajudei, estou à disposição sobre o que sei, FELIZ NATAL! ANO NOVO de realizações junto aos seus!

    • Muito obrigada Luiz, Feliz Natal pra você e todos da família também!
      Nosso primo que mora em Roma, o Flávio Bellantuono, provavelmente vai te mandar um E.mail pra saber mais sobre a família, pois é ele quem faz nossa árvore genealógica.

      Boas Festas!

  10. Lucia, o Flávio enviou-me e-mail e cópia do certidão de casamento de Alessandro/Luíza.
    Fiquei contente! Tudo graças a Você. Obrigado! Conte comigo sempre! Ano Novo repleto de felicidades, extensivo a todos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s