O Herdeiro da Cervejaria Guinness e a canção “A Day in the Life”.

Na canção “A Day in the Life”, do álbum Sgt. Peppers, cuja letra segue abaixo, John Lennon descreve uma cena de um acidente automobilístico, no verso: “He blew his mind out in a car…” (ele estourou seus miolos num carro)…

Quem seria esta pessoa que estoura os miolos neste acidente? Seria uma personagem fictícia ou real?

Sim, esta pessoa era real. Seu nome era Tara Browne!

O que restou do carro…

Tara Browne era um jovem da sociedade londrina, possuía um Título de Honorável, pois era descendente de Barões e Duques. Nascido no dia 4 de março de 1945, fazia parte da nobreza britânica por pertencer à família Oranmore & Browne da Aristocracia Irlandesa.

Morreu aos 21 anos, no dia 18 de dezembro de 1966.

Era filho de Dominick Browne, o 4º Barão de Oranmore and Browne, membro da Câmara dos Lordes desde 1927, que viria a se tornar famoso por ter servido a essa Câmara por mais tempo que qualquer outro de seus pares. Dominick Browne foi desapossado durante as reformas do governo inglês em 1999. A mãe de Tara Browne chamava-se Oonagh Guinness, herdeira da fortuna Guinness e a mais jovem das “Golden Guinness Girls”. Um dos irmãos mais velhos de Tara Browne era o Honorável Garech Browne, de Luggala, Condado de Wicklow na Irlanda. Garech era um entusiasta da música tradicional irlandesa, tendo sido um dos membros fundadores dos The Chieftains em 1963, um grupo de músicos tradicionais da Irlanda, tendo tocado com inúmeros artistas, entre os quais, Van Morrison, Mick Jagger, Elvis Costello, Roger Daltrey, Nancy Griffith, Tom Jones, Sinéad O’Connor, James Galway, The Corrs, Art Garfunkel, Sting, entre muitos outros.

Em 1975 o grupo ganhou notoriedade com a música “Women of Ireland”, composta para o filme Barry Lyndon , de Stanley Kubrick.

Tara Browne integrava o movimento da contracultura que se convencionou chamar de Swinging London dos anos 60, por fazer parte da nova aristocracia britânica, que adorava misturar-se socialmente com estrelas do pop. Ele era conhecido por usar drogas apenas por diversão.

Embora tivesse apenas 21 anos no ano de sua morte, ele teria herdado a fortuna de 1.000.000,00 de libras quando completasse 25 anos. Sua Certidão de Óbito o descreveu como “um homem de meios independentes”, o equivalente a “independente financeiramente”. Browne se casou aos 18 anos com Noreen McSherry, logo após se formar na escola Eton. O casal teve dois filhos, Dorian e Julian Browne, antes da separação e seu subseqüente namoro com a modelo Suki Potier. Os dois freqüentavam locais badalados da noite londrina, tais como o Sibylla e o Bag O’Nails, tornando-se amigos dos irmãos Paul e Mike McCartney, bem como do Rolling Stone Brian Jones.

Para a festa em comemoração aos seus 21 anos, no dia 04 de março de 1966, ele contratou a banda Lovin’ Spoonful que voou dos Estados Unidos diretamente para a casa de campo de seus ancestrais em County Wicklow, Irlanda. Mick Jagger, Mike McCartney, Brian Jones e John Paul Getty estavam entre seus convidados.

No dia 18 de dezembro de 1966, Browne estava dirigindo seu Lotus Elan, um conversível fabricado pela Lotus Cars a partir de 1962, em South Kensington, centro de Londres, em alta velocidade (há relatos de que ele dirigia a 170 km/h), na companhia da modelo Suki Potier.

Não se sabe ao certo se Tara Browne estava sob o efeito de drogas ou alcoolizado. O fato é que ele ignorou ou não percebeu um semáforo e seguiu em frente em direção ao cruzamento da Redcliffe Square e Redcliffe Gardens, vindo a colidir com um caminhão estacionado, tendo morte instantânea. Potier sofreu apenas alguns ferimentos leves. Posteriormente ela veio a namorar Brian Jones, dos Rolling Stones, de 1967 a 1969, ano de sua também trágica morte.
Presumidamente, no dia seguinte ao trágico acidente, John Lennon estava compondo ao piano e vagamente lendo o jornal londrino Daily Mail, onde tomou conhecimento do acidente que vitimara Browne. Ele encaixou a estória na música que estava compondo, a qual viria a se chamar “A Day in the Life”, famosa faixa do álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band .

O acidente está mencionado nestes versos:

He blew his mind out in a car,
Ele estourou seus miolos em um carro
He didn’t notice that the lights had changed,
Ele não percebeu que o semáforo tinha mudado,
A crowd of people stood and stared,
Uma multidão se formou para olhar,
They’d seen his face before,
Eles já tinham visto seu rosto antes
Nobody was really sure
Ninguém tinha certeza
If he was from the House of Lords.
Se ele pertencia à Câmara dos Lords

John Lennon chegou a afirmar: “Eu não copiei o acidente. Tara não estourou os miolos. Mas essa imagem estava em minha mente quando eu estava escrevendo aquele verso. Os detalhes do acidente na música, não percebendo que o semáforo havia mudado e uma multidão se formando na cena, eram de forma semelhante, fazendo parte da ficção”.

Fonte: Chá com a Beatlemania

A DAY IN THE LIFE
Lennon-McCartney
A day in the life – Um dia na vida

I read the news today oh, boy
Eu li uma notícia hoje, oh, rapaz
About a lucky man who made the grade
sobre um homem de sorte que estava em boa situação
And though the news was rather sad
e embora a notícia fosse um tanto triste
Well, I just had to laugh
Bem, eu tive mesmo que rir
I saw the photograph
Eu vi a fotografia
He blew his mind out in a car
Ele estourou seus miolos em um carro
He didn’t notice that the lights had changed
E ele não percebeu que o semáforo tinha mudado,
A crowd of people stood and stared
Uma multidão parou e ficou olhando
They’d seen his face before
Eles tinham visto seu rosto antes
Nobody was really sure if he was from the house of lords
Ninguém tinha muita certeza se ele era da Casa dos Lordes
I saw a film today oh, boy
Eu vi um filme hoje, oh, rapaz
The english army had just won the war
O Exército Inglês tinha acabado de ganhar a guerra
A crowd of people turned away
Uma multidão virou e foi embora
But I just had to look
Mas eu precisava ver
Having read the book
Depois de ler o livro
I love to turn you on.
Eu gosto de deixar você ligada.
Woke up, got out of bed
Acordei, pulei da cama
Dragged a comb across my head
Mal passei o pente pela minha cabeça
Found my way downstairs and drank a cup
Me encaminhei para o andar de baixo e tomei uma xícara
And looking up, Inoticed I was late
e olhando para cima, percebi que estava atrasado
Found my coat and grabbed my hat
Encontrei meu paletó e agarrei meu chapéu
Made the bus in seconds flat
Estava no ônibus em exatos segundos
Found my way upstairs and had a smoke
Me encaminhei para o andar de cima e acendi um cigarro,
Somebody spoke and I went into a dream
Alguém falou e eu viajei num sonho
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
I read the news today oh, boy
Eu li as notícias hoje, oh, rapaz
Four thousand holes in blackburn, lancashire
Quatro mil buracos em Blackburn, Lancashire
And though the holes were rather small
E apesar dos buracos serem bem pequenos
They had to count them all
Eles tiveram que contar todos
Now they know how many holes it takes to fill the Albert Hall
Agora eles sabem quantos buracos são necessaries para encher o Albert Hall
I’d love to turn you on
Eu gostaria de deixar você ligada…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s