O comunicador Antonio Aguillar e sua importância para o meio artístico brasileiro.

Personagem importante na história da TV, do Rádio e da Música Popular Brasileira, Antonio Aguillar tem muita história pra contar, fotos pra mostrar, raridades que fazem parte da história musical do Brasil e ficarão para a posteridade!
Desta forma resolvi compartilhar através deste Blog e também do Facebook e Youtube, as raridades que Aguillar me enviou.
Para manter a originalidade, publicarei as fotos e os áudios com as próprias palavras usadas por ele, como segue.

“Estou anexando em MP3, três mensagens feitas pelo rei Roberto Carlos especialmente para mim. Já usei em meus programas de rádio, mas nunca coloquei em outro lugar e com você sei que vai acontecer para conhecimento geral. Aguarde sempre novidades, tenho muitas de artistas que começaram do nada e hoje são famosos. Mandarei sempre a você. Abraços Aguillar.”

Roberto Carlos apelidou Antonio Aguillar de Guigui, que tinha como lema a frase “Juventude Feliz e Sadia”!

“Ouça o Sérgio Reis que hoje está no topo da fama. Ele também começou nos meus programas em 1962. Fiz muitos shows com ele e o lancei no LP REINO DA JUVENTUDE. Você me perguntou se Ritmos para a Juventude era um programa meu. Sim, na Radio Nacional (Globo hoje), diariamente e uma vez por semana na TV Paulista Canal 5 (Globo Hoje). A outra gravação estou colocando no ar porque estamos chegando ao Natal. O Roberto gravou especialmente para mim no camarim, após o show do Ibirapuera.”

Mensagem de Natal do Rei Roberto Carlos!

Segue o link da Rádio Capital aqui.

“Tenho um acervo modéstia à parte, maravilhoso e exclusivo. Nele estão as fotos da cidade de São Paulo nos anos 50, quando eu era repórter fotográfico do jornal o Estado de S.Paulo. Tenho preciosidades. Fotografei artistas do cinema americano, cantores internacionais, como Edith Piaf quando veio ao Brasil e assim por diante. Mas vamos ao que interessa. Estou encaminhando fotos do Wanderley Cardoso, nos anos 60, Carlos Gonzaga, Tony Campello, Antonio Aguillar, Celly Campello e Sergio Murilo anos 70 em Barra Bonita – Rita Pavone e Antonio Aguillar no programa Reino da Juventude da TV Record em 1964 – Antonio Aguillar entrevista Ronnie Cord quado fazia sucesso com Rua Augusta, de autoria de seu pai, Hervê Cordovil – Geraldo Vandré envelhecido depois da lavagem celebral durante a ditadura – George Freedman, Enzo de Almeida Passos com a Maria Regina no colo (hoje uma senhora e naquele tempo a menor cantora do mundo, irmã do Ronnie Cord) e Antonio Aguillar.”

Edith Piaf fotografada no Hotel Jaraguá

Edith Piaf fotografada no Hotel Jaraguá

Aguillar e Wanderley Cardoso nos anos 60

Aguillar e Wanderley Cardoso nos anos 60

Aguillar com Carlos Gonzaga, Tony Campello, Cely Campello e Sérgio Murilo

Aguillar com Carlos Gonzaga, Tony Campello, Cely Campello e Sérgio Murilo

Rita Pavone e Antonio Aguillar no programa Reino da Juventude da TV Record em 1964

Rita Pavone e Antonio Aguillar no programa Reino da Juventude da TV Record em 1964

Antonio Aguillar entrevista Ronnie Cord em 1961

Antonio Aguillar entrevista Ronnie Cord em 1961

Geraldo Vandré

Geraldo Vandré

George Freedman

George Freedman

George Freedman e Aguillar e Enzo de Almeida Passos com a Maria Regina no colo

Aguillar e Enzo de Almeida Passos com a Maria Regina no colo

“Sou daqueles jornalistas que não perdem tempo, por saber que você é o segredo da expansão de tudo o que se fez no mundo artístico e como o George Freedman fez parte da minha vida profissional e você adora falar dele, acho que assim podemos unir o util ao agradável. Veja essas imagens de Aguillar na TV Paulista em 1962:
A.Aguillar na TV

– Uma foto do Antonio Aguillar que era enviada por carta aos fãs que escreviam para o programa Ritmos para a Juventude da Radio Nacional em 1962:
O jovem Antonio Aguillar

– Foto da Edith Piaf a voz da França, no Hotel Jaragua em S.Paulo, tirada pelo Aguillar quando reporter fotografico do jornal O Estado de S.Paulo:
Edith Piaf fotografada no Hotel Jaraguá

– Foto da Nicete Bruno, Paulo Autran e Tonia Carreiro tirada pelo Aguillar na redação do jornal O Estado de S.Paulo, em 1954 por ocasião da entrega do premio Sacy outorgado pelo jornal:
Nicete Bruno - Paulo Autran e Tonia Carrerocópia

– Veja o Trofeu que outorgo ao artista que tenha mais de meio século no mundo da musica – o George será meu convidado no próximo show. Veja se ele aceita.
Trofeu guitarra 2

– Aguillar na TV Paulista em 1962 com a banda The Clevers em sua primeira formação com Manito sax – Mingo vocal e guitarra base – Risonho guitarra solo – Neno contra baixo e Netinho batera.
TV Excelsior 1963 Aguillar

– Aguillar na TV em 1965 com Nelson Ned e a outra foto Aguillar com Nelson Ned o ano passado depois do artista passar por um AVC:
Aguillar e Nelson Ned - 1970

Aguillar e Nelson Ned

– Maria Regina, seu pai, o maestro Hervê Cordovil, Diretor da Copacabana Discos. Foi o maior compositor de baião inclusive fez muuita música para a Carmélia Alves e foi o compositor da musica Rua Augusta gravada pelo seu filho Ronnie Cord que foi embora muito cedo. Aos 42 anos de idade.

George Freedman e Enzo de Almeida Passos com a Maria Regina no colo  e Sonia Andrade

– George Freedman depois de assinar contrato com a RGE, ao lado de fãs e do maestro Pocho, compositor Benil Santos, comunicador Antonio Aguillar, seu empresário artistico e o cantor Fernando José:
Pocho - Benil Santos - George Freedman - Aguillar

– Lombarde do SBT (falecido) e Aguillar
Lombardi e Aguillar

– Celia e Roberto Carlos
Celia e Roberto Carlos - 2008

– Acróstico do Aguillar
Acróstico Aguillar

A última foto é Aguillar na TV Excelsior com Roberto Carlos (1962) em início de carreira – ele havia gravado apenas João e Maria e Malena . Depois, incentivado pelo Aguillar a gravar rock, Roberto pediu ao Erasmo Carlos que fizesse uma música pra ele gravar. O Erasmo pegou uma música do Boby Darim e fez a versão SPLISH SPLASH e nunca mais parou; sua carreira tomou rumo e daí pra frente todos os apresentadores queriam o Roberto em seus programas. Antes era apenas o Aguillar que a pedido do Chacrinha, lhe dava a oportunidade…”

1962 - Aguillar com Roberto Carlos em início de carreira.

1964 – Aguillar com Roberto Carlos em início de carreira.

“Lucinha encontrei ainda no meu arquivo de fotos mais essas que estão relacionadas, a saber:

– George Freedman com uma ardorosa fã e ao lado Boby Di Carlo

Auditório Radio Nacional - George Freedman entre as fãs 1962 (1)

– George Freedman (imagem tirada no Foto Ritz)

Auditório Radio Nacional - George Freedman entre as fãs 1962 (2)

– Aguillar, Gato guitarrista do The Jet Blacks, que depois se tornou guitarrista do Roberto Carlos no RC 7 (já falecido) e George Freedman:

Gato The Jet Blacks - George Freedman (1)

“Aí estou com o meu amigo Antonio Aguillar e o saudoso guitarrista “Gato” dos Jet Blacks” (George Freedman)

– George dançando Twist quando surgiu essa nova dança:

George Freedman dança Twist (1)

– George e Aguillar

digitalizar0001

– George Freedman dança na TV Paulista Canal 5 (twist)

George Freedman dança twist na TV Paulista canal 5

Aguillar e Fred Jorge - 1964

Aguillar e Fred Jorge – 1964

Aguillar, Ronnie Cord e Norman Cordovil

Aguillar, Ronnie Cord e Norman Cordovil

Boby Di Carlo

Bobby de Carlo

Bobby de Carlo

digitalizar0008

Carlos Imperial

Carlos Gonzaga  (1)

– Scatena, dono da RGE contrata George Freedman, que assina contrato ao lado de uma grande fã:

George Freedman assina o contrato em 08-02-62 - Scatena e uma fã

Foi Roberto Carlos quem apelidou Antonio Aguillar de Guigui, e este tinha como lema uma frase que ficou famosa, “Juventude Feliz e Sadia”, como atesta Raul de Barros, um dos Tremendões:

Raul DE Barros: “Lucinha e Antonio Aguillar, infelizmente vocês ainda moram num país sem memória e sem cultura, qualquer ser humano que viveu nos anos 60 tem obrigação de saber a história de Antonio Aguilar, ele foi tão ou mais importante do que o movimento da Jovem Guarda, foi com ele que tudo começou, me lembro sempre do que ele falava: “Uma Juventude Feliz e Sadia” assim era a nossa juventude. Foi no auditório de um de seus programas no canal 9 TV Excelsior que comecei a formar o grupo The Gianninis. Antonio Aguilar foi responsável pelo lançamento dos primeiros grupos musicais instrumentais de São Paulo e Brasil: The Clevers (Incríveis), The Jet Blacks, The Jordans.”
Anúncios

8 respostas em “O comunicador Antonio Aguillar e sua importância para o meio artístico brasileiro.

  1. Muito boa as fotos… só um comentário… a foto com o Roberto Carlos NÃO é de 1962, mas de 1964… no palco do Teatro Record… é só ver o terno do Risonho, que é o mesmo feito para a capa do LP deles lançado no início de 1964…

  2. Muito bom !!!!; nesta época trabalhava no “Estadão” e não perdia um show do meio dia da excelsior, mesmo porque coincidia com meu horário de almoço; lembro muito também do Hugo Santana e do Luis Gustavo. conheci muita gente nesta época. tudo “sem frescura”…….

  3. Pingback: O Reencontro de dois Pioneiros do Rock no Brasil! | WE LOVE THE BEATLES FOREVER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s