Nostalgia

Em 1966, logo que o álbum “Revolver” dos Beatles havia sido lançado, minha irmã, que estudava em Campinas, trouxe de lá uma Vitrola portátil Philips pra que eu pudesse ouvir este e todos os meus LP dos Beatles e da Jovem Guarda com os meus amigos do colégio.

Philips 66 015

A gente costumava se reunir na piscina do Clube ACCP em Casa Branca, nas tardes ensolaradas, ou às sextas-feiras à noite, cada dia na casa de um de nós, para a nossa “Brincadeira Dançante”, e agora, além dos discos, eu poderia levar também o aparelho para tocá-los, onde a gente quisesse. rsrs

O tempo passou e ela, a vitrolinha, foi minha companheira quando saí de Casa Branca para estudar fora, e também nos primeiros tempos em que começava minha carreira profissional. Até para aprender línguas ela me foi util, como acontecia nas aulas de castelhano em 1994/95, com o Prof. Velasquez.

Um belo dia ela parou de tocar e não havia mais peças para reposição em nenhuma casa de consertos eletrônicos, assim ela ficou guardada como uma relíquia, até que hoje tive a grata surpresa de receber a minha vitrolinha Philips 1966 restaurada, graças ao intento, esforço e vontade de me fazer feliz, da parte do meu querido marido, que havia mandado a vitrola para um restaurador, que conseguiu recuperá-la!

Ei-la aqui hoje tocando, e me levando de volta a 1966!

Claro que para a sua “inauguração”, tinha que ser com um disco de George Freedman!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s