Linda McCartney

Hoje faz 15 anos que Linda McCartney perdeu sua luta contra o câncer, e nós os fãs dos Beatles e de Paul McCartney, desejamos muita paz para ela!
Paul e Linda

“Linda era uma mulher muito natural, muito especial”, sempre muito
bela por dentro e por fora!”
“Paul disse também que se lembra como se fosse hoje de como conheceu
Linda em uma discoteca do Soho londrino, em 1967.
Paul contou que quando a viu no clube Bag O’Nails, ao som de “A Whiter
Shade of Pale”, onde ela, que era fotógrafa, estava com o grupo The
Animals, aconteceu uma “atração instantânea”.
Paul, que na época já era uma estrela de fama mundial, disse: “Me
chamo Paul. E você?”.
Paul também lembrou os últimos dias de Linda, quando afirmou que ela
“sabia que estava doente, mas já havia encerrado a quimioterapia e seu
cabelo estava voltando a crescer”.
“Não sabia que ela estava morrendo. Nem sequer pensava nesta hipótese,
eu não aceitava”.
“Como se algo dentro de mim se negasse a aceitar o óbvio (depois os
médicos me disseram que esta reação é comum); se eu fosse descrever,
seria como dizer que uma parte de mim foi arrancada… e foi!”
“Mesmo depois que ela partiu eu sentia sua presença e até hoje eu
ainda converso com ela”. (Paul McCartney)

Linda é muito querida por todos os fãs de Paul, e não é para menos… Era uma pessoa iluminada, límpida e transparente, que esteve sempre ao lado de Paul quando ele mais precisou, sabemos, depois do fim dos Beatles.
Como escrevi acima, Paul conta que quando a conheceu, estavam em uma discoteca no Clube chamado Bag O´Nails, em Londres, em 1967. Disse que foi amor à primeira vista, e a música que ouviram juntos daquela vez, seria a música que escolheram para ser deles: “A Whiter Shade of Pale”, de Procol Harum.

Paul revela a história particular de coragem, lágrimas e raiva por trás da produção do álbum “Wide Prairie”, de sua falecida mulher Linda, em uma entrevista publicada no “USA Weekend”, conduzida por Chrissie Hynde, dos Pretenders, amiga particular de Linda McCartney.

Paul diz a Chrissie como Linda demonstrava ter grande coragem, apesar da luta contra o câncer de mama que durou dois anos e meio, durante o trabalho final no álbum nas semanas derradeiras de sua vida. Obviamente muito emocionada pela entrevista, Chrissie disse que “O legado da música de Paul e dos Beatles é uma coisa à parte, mas acho que seu legado mais importante é a história de amor que ele viveu ao lado de Linda”.

Embora as primeiras canções compostas por Linda para seu álbum de 16 faixas sejam dos anos 70, não foi até março de 1998 que Linda, morta em abril, pôde completar as gravações de “Wide Prairie”.

Paul fala: “Antes de irmos ao Arizona, um mês antes de ela morrer, nós estávamos finalizando o álbum. E iríamos trabalhar na promoção dele agora, nessa época do ano, e ao invés de eu estar agora dando essa entrevista, era ela que estaria no meu lugar. Este álbum é algo que ela estaria muito orgulhosa de ter feito. Mas quando ela morreu, pensei que eu deveria concretizar o seu plano”. Paul também revelou seu trauma de ter que ir ao estúdio produzir o álbum, mesmo depois da morte dela. Foi durante essas sessões que a história publicada em “USA Weekend” se originou.

Paul explica: “Dois meses antes de ela morrer eu mesmo dei um jeito de ir ao estúdio e terminar o disco, porque era isso que ela queria muito. Liguei para meu velho amigo Geoff Emerick, o engenheiro dos Beatles, e ele veio pra cá. Geoff também havia perdido sua mulher para o câncer, então nós acabamos chorando os dois deversas vezes no console de mixagem. Mas daí quando ouvíamos o espírito de Linda aparecer pelas músicas nós ríamos ao lembrar de como ela era divertida. Nós chamamos essas sessões de mixagem de “Lágrimas e risos”, porque às vezes era muito emocionante fazer isso…e era também muito motivador”.

(Tradução de Claudio Dirani, sobre a reportagem na época).

Linda, a você, onde estiver, receba nossa homeanagem e nossa saudade eterna!
* 24 de setembro de 1941
+ 17 de abril de 1998

Anúncios

Uma resposta em “Linda McCartney

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s