Pete Best afirma que “Ringo Starr tentava copiá-lo”.

O ex baterista dos Beatles chega a Lima, no Peru, e se junta ao tributo à banda inglesa, a realizar-se no dia 15 de junho no Parque da Exposição.
Antes disso, ele explica ao jornal “La República” os motivos que o removeram do quarteto de Liverpool.

Pete Best, o ex baterista dos Beatles, chega a Lima, no Peru, e se junta ao tributo à banda inglesa, a realizar-se no dia 15 de junho no Parque da Exposição.

Pete Best, o ex baterista dos Beatles, chega a Lima, no Peru, e se junta ao tributo à banda inglesa, a realizar-se no dia 15 de junho no Parque da Exposição.

Reportagem de Estefany Barrientos

Pete Best costuma ser chamado de “O Beatle maldito”, “O Beatles desconhecido”, ou até mesmo chegam ao absurdo de chamá-lo de “O quinto Beatle”. Nada mais mesquinho do que estas referências ao primeiro baterista da mítica banda de Liverpool. Não, Best não foi o músico que não passava da sala de testes, foi parte do quarteto desde que eles ensaiavam no clube de sua família (Casbah Club, de Mona Best, mãe de Pete), onde Ringo Starr aparecia como visita. O restante já é conhecido, foi separado em plena carreira sem conhecer a gloria.

_ Diz-se que Brian Epstein, o empresário, lhe tirou dos Beatles, e até se coloca em julgamento seu talento nesse momento. Qual é a sua verdade?

_ Eu não acredito que minha saída do grupo tenha algo a ver com Brian Epstein. No entanto, eu estava chateado com tantos comentários que diziam que tudo se devia ao meu desempenho como baterista. Isso absolutamente não tinha sentido algum e é muito doloroso. Eu era o baterista número um em Liverpool. Tinha um estilo na bateria batizado por cada batida de ritmo que marcava. Todo baterista de Liverpool tentava copiar-me, inclusive Ringo. Esta foi a terrível razão, usada como desculpa, e não é a verdade.

Então, pode-se pensar que você não se encaixava nos planos comerciais que os produtores tinham para a banda.

Que imagem comercial? Os Beatles já tinham um grande número de seguidores na Alemanha e no norte da Inglaterra. As pessoas já vinham nos copiando e logo continuaram a fazê-lo. O produtor não fez a fama dos Beatles. Os Beatles é que o tornaram uma pessoa famosa.

Você tem se comunicado com os membros da banda?

Não tenho visto nenhum dos membros do grupo desde 1963.

Você e Paul McCartney foram amigos, o que não aconteceu com Ringo Starr.

Me agradaria voltar a ver o Paul, estou certo de que algum dia isso acontecerá. Mas Ringo não faz nenhuma diferença pra mim encontrá-lo, por que ele não foi meu companheiro de banda.

E depois desse amargo acontecimento, quando você retornou aos palcos?

Eu deixei as apresentações em 1968 e voltei em 1988 com a “The PeteBest Band”. Desde 1988 já lancei 05 álbuns, já escrevi 03 livros, e fiz um documentário e um giro pelo mundo todo. A vida é boa.

Agora que você toca em tributos aos Beatles, qual é a sua perspectiva sobre a banda?

Pete Best em Abbey Road

Pete Best em Abbey Road

Amo o que fazíamos enquanto uma banda e me agrada o que conseguiram mais tarde. Estou muito orgulhoso de ser uma das seis pessoas no mundo que podem ser chamadas de “Beatle”.
Você acha que Os Beatles é a formação mais emblemática da história?
É a mais simbólica banda desde muito tempo atrás.

Fonte e texto original: La Republica.PE

Anúncios

Uma resposta em “Pete Best afirma que “Ringo Starr tentava copiá-lo”.

  1. Pingback: Pete Best diz que Ringo Starr tentava “copiá-lo” | The Beatles College

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s