O vestido de carne de Lady Gaga foi restaurado por um músico brasileiro!

Sergio Vigilato, que pertenceu ao conjunto musical The Jet Black’s, é o único musico brasileiro que tem seu trabalho exposto no Museu de Rock em Cleveland, Ohio, sem nunca ter tocado uma única nota musical para isso!!!

É que foi ele quem trabalhou para que o vestido de carne usado pela Lady Gaga, pudesse permanecer em exposição no museu, conforme mostrado no Fantástico em reportagem exibida em 07/08/2011.

O vestido feito de carne usado por Lady Gaga na premiação “MTV Vídeo Musica Awards” de 2010 foi “embalsamado”, ou melhor, conservado, pelo músico brasileiro, que ficou conhecido nos anos 60 como Sérgio Canhoto, e que atualmente reside na Califórnia.
O taxidermista brasileiro passou quatro meses restaurando o famoso vestido de carne usado por ela no VMA 2010 e após a restauração o vestido foi exposto em lugar de destaque no Museu do Rock nos Estados Unidos.

Na ocasião, Lady Gaga usou o vestido para protestar contra a política “não pergunte, não conte” imposta para soldados americanos gays.
A cantora explicou que se as pessoas não lutarem pelo que acham certo, elas terão os mesmos direitos de um pedaço de carne.

Sérgio acha graça ao contar que é o único musico que entrou para o museu sem ter tocado nenhuma nota musical, e uma sugestão para o Guinness Book já está sendo encaminhada!

Nas fotos a seguir, Sérgio aparece mostrando o vestido ainda sem ser restaurado e depois ele já pronto.

Esta primeira foto foi feita no estúdio “JetBlack USA, onde podemos ver a bolsa a tiracolo e a coroa de carne (no banquinho do piano, ao lados dos sapatos), que embora tenham sido também despachados juntos por ele para o museu, não há fotos nem comentários de que estejam também colocados lá com o vestido e os sapatos, que seguem expostos no Museu Rock and Roll of Fame, em Cleveland, Ohio – U.S.A.

Sérgio ao lado do vesstido de carne da Lady Gaga 1

Esta segunda foto mostra Sérgio mostrando o vestido ainda não terminado.

Sérgio com o vestido de carne da Lady Gaga 2

Sérgio se destaca no trabalho de Taxidermista e Artes Plásticas, além de ter o seu estúdio JetBlack USA, e nas horas vagas ainda desenha camisetas com o emblema do famoso conjunto brasileiro dos anos 60, The Jet Black’s, como esta que ele me enviou depois de autografar…

Sérgio autografando as minhas camisetas

Um pouco da trajetória artística de Sérgio Roberto Vigilato

Conhecido como Serginho Canhoto, ele criou o seu primeiro conjunto de Rock chamado “Os Corsários”, que era formado por Sergio Canhoto na Guitarra Solo e Vocal, Osvaldo, conhecido como Dicão, na bateria, Brunno Pasqual no Contra Baixo, Luiz Carlos , Guitarra Base e Vocal, Leonato, Sax Tenor.

“Os Corsários”  na década de 60 durante o Programa “ Ritmos Para A Juventude” , na extinta TV Excelsior- SP Foto do acervo de Sergio Roberto Vigilato

“Os Corsários” na década de 60 durante o Programa “ Ritmos Para A Juventude” , na extinta TV Excelsior- SP
Foto do acervo de Sergio Roberto Vigilato

Sérgio e sua primeira guitarra elétrica com alavanca e caixa acústica confeccionada por ele:

Primeira guitarra elétrica com alavanca e caixa acústica

Primeira guitarra elétrica com alavanca e caixa acústica

No meio do ano de 1964, Sérgio deixou Os Corsários para ir tocar no conjunto The Jet Black’s, onde ficou até fins de 1966.

De pé, da esquerda para a direita: Jose Paulo Matrângulo, Baixo-Eletrico e vocal, Jose Provetti, guitarra solo e vocal, Jurandy Trindade, Baterista e Relcções Públicas, sentado está Serginho "Canhoto" (Sergio Vigilato), guitarra-base e vocal.

De pé, da esquerda para a direita: Jose Paulo Matrângulo, Baixo-Eletrico e vocal, Jose Provetti, guitarra solo e vocal, Jurandy Trindade, Baterista e Relcções Públicas, sentado está Serginho “Canhoto” (Sergio Vigilato), guitarra-base e vocal.

Nos Jet Black’s participou dos LPs lançados entre os anos de 1964 e 1966.

Quando saiu, no final de 1966, ele criou “Os Corsos” com os integrantes do grupo “Os Wandecos” (grupo que acompanhava a cantora Wanderléa).

Foto com os Corsos em novembro de 1966, após sua saída do The Jet Black’s.

Formação: Serginho ”Canhoto” de pé, Líder, guitarra solo e relações publicas, Ronny, guitarra-base e vocal, Luiz Marcelo , Guitarra(segunda) e vocal, Jose Adolfo Stern(Ze) Bateria e vocal e o Carlos Geraldo, baixo-Eletrico e vocal.

Os Corsos -  OS CORSOS (novembro 1966)

Esta outra foto é de 1967, na boate La Vie an Rose, Baixada Santista.

1967 - Os Corsos na boite LA VIE EN ROSE

1967 – Os Corsos na boite LA VIE EN ROSE

Sérgio mudou-se para o Alaska onde morou por algum tempo e depois mudou-se para os Estados Unidos, e lá deixou de ser Serginho Canhoto para tornar-se Sérgio 2000, nome que lhe foi dado pela sua agente em 1969, quando cantou pra ela uma canção de Tom Jobim.

Nesta foto de 1974, Sérgio se apresentando em Burbank,Ca U.S.A.

Burbank,Ca U.S.A. - Sérgio 2000

Burbank,Ca U.S.A. – Sérgio 2000

Anúncios

Uma resposta em “O vestido de carne de Lady Gaga foi restaurado por um músico brasileiro!

  1. Pingback: Um pouco sobre a Trajetória Artística do Músico Serginho Canhoto, ex-The Jet Black’s! | WE LOVE THE BEATLES FOREVER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s