“A Verdade sobre os Beatles”, um texto de Fred Jorge.

É sempre interessante tomarmos conhecimento das críticas feitas aos Beatles no passado, tanto as boas como as ruins, pois hoje podemos ver se elas procediam ou não.
Como já publicamos aqui, a manchete da Revista Melodias Nº 139, Editora Prelúdio Ltda, de Abril de 1969, trazia um texto de Fred Jorge elogiando e prevendo o futuro da banda, intitulado “Beatles: Um passo à frente”, porém, em novembro de 1967, o mesmo Fred Jorge havia escrito um texto que foi publicado na Revista Melodias 122, página 13, que fazia uma crítica à mudança comportamental dos Beatles, como podemos ler abaixo.

revista melodias 122 a verdade sobre os beatles

“A Verdade sobre os Beatles”

Texto: Fred Jorge
Revista Melodias 122 – Novembro de 1967 – Página 13

É perfeitamente admissível que quatro rapazes sonhem com a glória internacional. Ainda é admissível que procurem inspirar como exemplos esta geração de pós-guerra, vivendo num mundo neurótico e sem padrões. Mas que queiram romper as convenções seculares, destruindo princípios básicos, tomando as rédeas do mundo para levá-lo à confusão e ao abismo, isso não se pode admitir.
Surgiram em Liverpool quatro rapazes tocando e cantando. Lutaram e venceram A força de suas personalidades era tanta que a juventude adotou-os como padrões. E proliferaram garotos com calças apertadas, camisas coloridas e longos cabelos. Em vez de andarem de correrias por aí, em carros e lambretas, esses mesmos garotos ficavam o dia todo estudando acordes em guitarras eletrônicas. A paixão dos jovens pela música renasceu violenta. Até aí a influência foi boa, não há a menor dúvida.
De repente mudaram de fisionomia. Ninguém reconhece hoje os Beatles de ontem. Levaram ao extremo a sofisticação. Os mesmos cabelos, mas os bigodes são longos, usam óculos à antiga e pregam coisas estranhas. Parece que os fabulosos e geniais Beatles estão se afastando do único caminho que lhes foi reservado. O da música. E fazem estranhas declarações. Primeiro atacam Jesus Cristo, chamando a si mesmos mais popularidade do que polariza o Suave Nazareno. E agora exaltam o uso da maconha e do famigerado ácido lisérgico.
Será essa a função dos Beatles?
Por que não são as mesmas?
Nosso Roberto Carlos está saturado de glória e fama, e nem por isso deixa de ser um padrão sadio para nossa juventude.
Os Beatles afastam-se do caminho da música, para abraçarem uma falsa filosofia.
Não são os reis do mundo.
Não têm o direito de desviar os caminhos da juventude internacional, como se fossem líderes de uma manada amorfa e sem personalidade, seguindo falsos chefes. São cantores e músicos. O máximo que esperávamos deles é isso. Boas interpretações, ritmos dinâmicos e bons, evolução artística. E não teorias absurdas. Nada de princípios falsos.
Por que não voltam a ser os Beatles de “I want to hold your hand”, “Yesterday”, “Michelle” e outras músicas geniais? Deles não queremos filosofias. Queremos talento, arte e música.
Além disso, nada mais. ★

mel6 (Custom)

Anúncios

5 respostas em ““A Verdade sobre os Beatles”, um texto de Fred Jorge.

  1. Gostei do que falou o FRED JORGE, realmente o que esperávamos dos BEATLES, era belas canções tipo as que envolveram a juventude do Mundo Inteiro, tipo HELP, YESTERDAY, Michelle muitas outras, no comportamento dos Jovens que os seguiam, não deveria ter influenciado pq era uma filosofia própria deles de bons garotos de calças apertadas rostos lisos , mudaram suas vestes, começaram a usar barbas óculos escuros e, a pregar muitas filosofias, ate nas musicas eles mudaram, mas com tudo isso eu ainda acho que foi a maior banda do PLANETA TERRA e jamais surgira alguma que pelo menos a imite, eles marcar a juventude do mundo inteiro com suas belas canções

    • O comentário de Fred Jorge foi bem CARETA, a vida segue seu curso natural e os BEATLES vieram para contestarem muita caretisse e babaquise que tinha naquela época. Erraram por humanos, mas fizeram uma REVOLUÇÃO que o mundo nunca tinha vvisto antes; A REVOLUÇÃO do PENSAMENTO jovem, a juventude mostrava sua CARA, O ROCK deixou de ser musiquinha e tornou-se uma música de respeito diferente do rock americano os BEATLES mostraram o CONCEITUAL e o PROGUESSIVO e muitas coisas positivas aconteceram e acontecem até HOJE, fruto da BEATLEMANIA. Lobo Bruxo

  2. Pingback: “A verdade sobre os Beatles”, segundo o jornalista Fred Jorge | The Beatles College

  3. O mais engraçado é ver como brasileiro não sabia um mínimo de inglês naquela época. Era língua de ET… veja só, o autor traduziu as placas onde se lia “All you need is love” por “o que é o amor”. Típico “embromation” rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s