O início da Beatlemania e os truques usados por John e Paul nas composições. (Resgate do Orkut)

Lúcia Beatles Forever ॐ ॐ ॐ 20/04/2009

O início da Beatlemania!
Cada composição, cada gravação, cada álbum dos Beatles tiveram sua história, sempre estudada e debatida pelos beatlemaníacos e estudiosos da banda.
Se eles têm até hoje a legião de fãs que têm, não é por acaso, pois eles foram mágicos, bruxos, magos, druidas e tudo o mais que possa definir este fenômeno.
No começo cantavam de tudo e seus shows eram uma mistura eclética de rock ‘n’ roll, sucessos das paradas, além de velhos sucessos favoritos do público do Cavern; naquela época os discos eram caros e a única maneira de formar uma coleção de músicas para apresentação no final dos anos 50 e começo dos 60 era pesquisar nos sebos, roubar gravações em festas e aceitar de presente discos que eles nunca comprariam. Uma prima de Paul, Elizabeth Robbins, por exemplo, deu de presente a ele as versões de Peggy Lee para “Fever” (1958) e “Till there was you” (1960), que ele cantou no álbum “With the Beatles”.
Essa ampla variedade nos shows lhes deu acesso a maior número de locais para que pudessem se apresentar. Na época a concorrência entre os grupos era acirrada e eles precisaram dar duro para manterem-se na frente.
Foi essa concorrência que os levou a compor suas próprias canções, pois estas eram os únicos números que os grupos rivais não roubariam.
Lennon e McCartney começaram a compor e “Hold me tight” se tornou parte do repertório do conjunto no Cavern (foi composta na casa da Forthlin Road onde morava Paul), mas só veio a ser gravada no álbum “With the Beatles”.
O primeiro grande surto criativo de Lennon e McCartney, em 1963, produziu dezenas de clássicos do início da carreira deles, e quem ousaria mudar isso?
Paul e John haviam aperfeiçoado os fundamentos da composição e no álbum “With The Beatles”, lançado em novembro de 1963, começaram a introduzir pequenos truques próprios que reaparecem como se fossem assinaturas nas canções de Lennon e McCartney. Um desses truques é o jogo de palavras. A gente pode ver este jogo de palavras, por exemplo, em “It won´t be long”.

Lúcia Beatles Forever ॐ ॐ ॐ 20/04/2009

Paul conta que estava estudando literatura na escola e se interessou pelos jogos de palavras e onomatopeias (pra quem não sabe, imitação de sons). John não tinha literatura, mas era muito culto, então também se interessou.
Exemplo: a palavra “please” tem duplo sentido no verso “Please, lend a little ear to my pleas” (por favor, ouça um pouquinho as minhas súplicas), usado em “Please please me” (que tanto pode significar “por favor me atenda” quanto “por favor me satisfaça”).
Paul explica que eles detectaram o duplo sentido assim como todo mundo também; isso não era só genialidade deles!
Em “It won´t be long till I belong to you” (não vai demorar até que eu pertença a você) era a mesma coisa. Paul e John gostavam de tentar o duplo sentido, então isso foi o ponto alto na hora de compor essa canção. John era quem mais cantava essa canção, então Paul dá a ele os créditos pela primeira ideia, porém os dois a compuseram juntos. Entende-se por primeira ideia a primeira estrofe, a segunda era sempre mais difícil e muitas vezes repetiam a primeira e assim um monte de canções deles terminam repetindo a primeira estrofe.
Em “With the Beatles” fizeram “Little Child” para Ringo; Paul explicou que as canções para Ringo tinham que ser bem simples, pois ele não tinha muito âmbito vocal, mas sabia fazer as coisas com brio e espírito.
“Little Child” foi composta por Paul e John em parceria; a primeira inspiração para a melodia foi um verso numa balada de Elton Hayes, compositor folk inglês dos anos 50.

Lúcia Beatles Forever ॐ ॐ ॐ 20/04/2009

Paul disse que furtou um pedacinho de melodia de uma de suas músicas, “I´m so sad and lonely”. Esse pedacinho veio do verso “Whistle, my love, and I will come to thee, I´ll always find you…” (“assobia, meu amor, e virei a ti, sempre hei de encontrar-te…”).
Paul diz que na verdade não é a mesma melodia, mas para ele sempre foi uma coisa de Elton Hayes, parece que era de um filme de Robin Hood, era tudo thee (ti ou te) e thou (tu).Little Child foi uma coisa meio de encomenda. Certas músicas vinham da inspiração e simplesmente eles a seguiam. Outras eram do tipo: “OK, vamos lá, duas horas para compor uma música que Ringo vai cantar no álbum”. (E cada obra prima que saia!!!!)
Outra canção que compuseram para Ringo: “I wanna be your man”, foi porque queriam que ele tivesse uma canção no álbum, assim como em “Please please me” Ringo fez “Boys”, que havia sido gravada por um conjunto feminino, as Shirelles. Paul diz que eles não costumavam pensar no que essas letras significavam, pois estavam apaixonados pelo som, pela música; achavam que a letra não importava, porque o pessoal ouvia mesmo era a música.“I wanna be your man” era para tentar dar a Ringo algo como “Boys”; era uma coisa de ritmo rápido, que ele podia cantar enquanto tocava bateria.
Paul conta que eles eram muito honestos, às vezes “roubavam” pedacinhos de outras canções, sempre confessavam e ainda ficavam orgulhosos daquilo.
“I wanna be your man” foi afanado de “Fortune teller”, uma canção de Benny Spellman.(Fonte: Many Years from Now, Barry Miles)

Lucinha ★ Zanetti ♥ ♪ ॐ★ॐ★ღ ॐ @. ღღ 05/05/2009

Apresentando os Beatles

Quem quiser ler a história toda, este link é ótimo:

http://www.thebeatlesonline.com/index.html

Introducing the Beatles / Apresentando os Beatles

The Beatles had sold an estimated 1 billion records worldwide by 1985 and had 21 no 1 singles in the US alone. Even today, almost 40 years after they broke up, they remain a great source of inspiration for other artists.

Os Beatles venderam uma estimativa de 1 bilhão de discos no mundo todo até 1985 e tiveram 21 singles número 1 nas paradas somente nos Estados Unidos. Até mesmo hoje, quase 40 anos após o término da banda, eles continuam sendo uma grande fonte de inspiração para outros artistas.

In just seven years the Beatles made a string of unforgettable albums. They set new standards for composing, performing and recording popular music. They blended music of many genres and experimented with instruments that had never before been heard on pop records. They were commercially successful and artistically stimulating at the same time. The Beatles defined a generation by breaking new barriers and by showing a reluctance to compromise.

Em apenas 7 anos os Beatles fizeram álbuns inesquecíveis. Eles estabeleceram novos padrões de composição, desempenhando e gravando música popular. Eles misturaram música de muitos gêneros e realizaram experimentos com instrumentos que jamais haviam sido ouvidos em gravações pop. Eles obtiveram sucesso comercial e artisticamente falando, tudo ao mesmo tempo. Os Beatles definiram uma geração ao quebrarem novas barreiras quando mostraram uma relutância ao compromisso já estabelecido.

Chapters/ Capítulos consultados:
Where did it all start? – The Beatles hit America – Chemistry and understanding –
Talent and sophistication – Dylan makes an impression – A new direction –
Rubber Soul: a turning point – The psychedelic experience – The final show –
An unexpected death – The Beatles in India – Get back – Abbey Road: the end

***

Tópico da comunidade Chá com a Beatlemania, antigo Orkut

9

Anúncios

2 respostas em “O início da Beatlemania e os truques usados por John e Paul nas composições. (Resgate do Orkut)

  1. Pedindo licença para lembrar que Little Child, acabou não ficando para o Ringo Starr, ficando a voz principal a cargo do John Lennon.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s