Uma homenagem a John Lennon, por Bobby de Carlo e Chico da Viola.

Com a aproximação da data do aniversário de John Lennon, a gente começa a recordar o que passou, e lembrando Lennon, seu companheiro de banda, McCartney, não deixa de vir à mente, tanto pela ideia de que não haveria The Beatles sem um ou o outro, como também a perfeição da dupla nas composições eternizadas através dos tempos.
Neste vídeo, por exemplo, é um Paul emocionado recordando seu companheiro John, neste trecho de um programa da BBC em que os artistas falavam sobre músicas suas que tocavam nas rádios e, por sua vez, escolhiam uma canção para que fosse executada na rádio. Paul McCartney fala sobre duas fãs curiosas que pediam sempre a mesma música e, ao final do vídeo, se emociona ao ouvir “Beautiful Boy”, de John Lennon…

Conversando com o cantor da Jovem Guarda, Bobby de Carlo, ele se lembrou de uma homenagem que fez a John Lennon, juntamente com um amigo seu, o Chico da Viola, e gentilmente me mostrou a canção, que compartilho aqui com vocês juntamente com o texto enviado por ele.
O final da canção emociona, pois no arranjo estão juntos retratados, “Lennon & McCartney”!

Fiz esta gravação quando da abertura do L.A.E.(Luiz Antonio Estúdio), de meu saudoso amigo Esteves tendo a ajuda do Marquinhos meu Guru operando a mesa de som e fazendo o backing vocal. Trabalhei no estúdio durante algum tempo e fizemos várias experiências interessantes.

Curiosamente, dentre tantas músicas, tem uma de um amigo chamado Chico da Viola, na qual ele presta uma homenagem a John Lennon, e chama-se “8 de Dezembro”, musica e letra dele, e eu fiz o arranjo e cantei.

O titulo é 8 de Dezembro, dia da morte de John Lennon. A letra retrata um sentimento pessoal do autor…

08 de dezembro (uma homenagem a John Lennon)

Autor: Chico da Viola
Canta: Bobby de Carlo
Instrumental: Bobby de Carlo*

Quero me atracar no violão
Sentir muita força pra cantar
As frases que vem do coração
Quero soltar boca afora
Sentir que a energia se dobrou
Deu forças e até me inspirou
Ser pássaro, ser ave pelo céu
Quero voar nessa historia

Quero me atracar no violão
Sentir uma grande piração
A mente repousando nos acordes
O corpo levitando até decola
É quando nas frases da canção
O melhor melhora.

Sou ave, sou poeta sonhador,
O princípio já é o fim de qualquer dor
Já nem sinto que você me machucou
Meu violão me consola.

*Sobre os arranjos, quando os faço não uso nada pré-fabricado. Crio os arranjos, passo a partitura para o teclado em midi, ouço, faço correções, a bateria gravo parte a parte ou seja, gravo a caixa em uma pista, os pratos em outra pista, tontons em outra, chimbal em outra e assim por diante para que fique o mais natural possível…

Às vezes toco contra baixo, em outras, uso o teclado simulando o baixo. Após inserir violinos, órgão, piano e metais, passo as pistas midi para um programa chamado Sonar, que transforma as pistas midi em pistas de áudio. Feito isso uso plug-ins, procurando os sons que me agradam. Exemplo, tenho um programa chamado B4 com mil sons de órgão Hamond, outro programa chamado Long Lizard com vários pianos eletrônicos da Fender, outro de pianos acústicos, enfim, tudo o que foi feito em midi que é o arranjo em si, transformo no Sonar em sons que me agradam, faço a equalização, coloco reverber, etc… quando acho que ficou bom, transformo todo o som gravado em uma pista estéreo e mando para outro programa de nome Sound Forge para comprimir, dar o volume, inserir fade out ou fade in enfim é muita coisa, mas no geral é isso… em resumo sou o autor e o teclado o interprete.

Bobby de Carlo
São Paulo, outubro de 2014

Bobby de Carlo - foto enviada por Carlos Alberto Peixoto

Foto do acervo de Carlos Alberto Peixoto, amigo de Bobby de Carlo.

Adicionei a seguir alguns comentários que recebi de amigos para os quais mostrei a música em primeira mão, sem que eles soubessem quem estava cantando…🙂

Depoimentos sobre esta gravação.

“Já de cara gostei do baixo… letra boa, vocal afinado, to gostando… Ta cantando com um vocal eletrônico muito certinho.” Santo Humberto Lunetta Filho

Santo Humberto Lunetta Filho foi fabricante de amplificadores Jackson na década de 60/70, e atualmente ainda faz amplificadores a mão, sob encomenda; também toca guitarra e contrabaixo, é barítono, cantou em corais, como o da Unicamp e da USP.

“Bonita letra, arranjo super Jovem Guarda de 67/68… E belos vocais. Reconheci a voz de Bobby de Carlo… E a letra é super John mesmo. Muito bonita. Só prefiro bateria mais “real” e menos eletrônica.” (Ricardo Pugialli)

Ricardo Pugialli é autor do site Tucunaré (www.beatlemania.net.br), é escritor, autor dos livros Almanaque da Jovem Guarda, Rock dos anos 60 e 70, em especial Beatles, Jovem Guarda, Glam Rock e Hard Rock.

“Gostei. Bem leve. Gostosa de se ouvir.” (Fares Darwiche)

Fares Darwiche, entre outras coisas, é promotor de eventos, Jovem Guardeiro e Beatlemaníaco da gema!😉

“8 de dezembro… quem é que esta cantando? Guilherme Arantes? Bobby de Carlo?
Acho que tem uma melodia muito boa, uma letra que precisa de alguns “edits” para eliminar algumas bobagens (exemplo: “quero sentir uma grande piração”) que estragam um pouco… (Vladimir, ex proprietário de uma loja de discos).

As opiniões foram variadas, coloquei somente alguns depoimentos, mas o que importa é a homenagem, e mesmo depois de quase 34 anos da morte de John Lennon, ele continua inesquecível e recebendo o carinho dos fãs.

E agora, finalizando, vou usar a frase da canção de Beto Guedes que diz… “Oh! Minha estrela amiga. Porque você não fez a bala parar?”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s