A Polêmica declaração do ex Engenheiro de Som dos Beatles, o produtor Glyn Johns!

No dia 02 de janeiro passado foi publicada uma reportagem pelo site UOL cujo título é “Álbum “Let it Be” é um monte de lixo, diz ex-engenheiro de som dos Beatles”, e causou polêmica nas redes sociais, em especial nos grupos sobre os Beatles.

A declaração foi dada ao jornal “The New York Times”, onde o produtor Glyn Johns classificava o álbum “Let it Be” (1970), o último lançado pelos Beatles, como sendo “um monte de lixo”.

Let it Be - capa

Sobre isso, Marcelo Xavier, membro de um dos meus grupos no Facebook, o Beatlemania Club, escreveu:

“Não irei entrar na onda dos fãs, que simplesmente detonaram de volta o Johns. Acho que eles foram influenciados pelo espírito do Basement Tapes, e queriam fazer algo parecido. O problema era primeiro aceitar que o clima não era o melhor para uma reunião dos quatro daquela forma e, para eles, aquilo foi uma experiência um tanto frustrante. Além disso, confrontar o resultado das sessões de janeiro de 69 com as produções anteriores. Acho que o resultado ficou aquém das expectativas. Inclusive, os próprios tapes de Woodstock só foram lançados dez anos depois. O que Johns quis dizer é que aquilo estava aquém de uma produção dos Beatles. Como diz na matéria, Spector, a despeito de toda a sua ingerência, transformou aquilo num produto comercial que poderia ser associado ao filme como trilha sonora. Eu, particularmente, acho que o mix do Glyn Johns é a melhor versão. Mas o que importa é o produto comercial em si, e a maioria dos ouvintes não tem o mesmo perfeccionismo nem o mesmo apuro técnico dos audiófilos que, em geral, não gostam do Let it Be.”

Eu concordo com o Marcelo, e vocês?

Glyn Johns é autor do livro Sound Man.

Glyn Johns fotografado por Julia Wick

Glyn Johns fotografado por Julia Wick

Uma resposta em “A Polêmica declaração do ex Engenheiro de Som dos Beatles, o produtor Glyn Johns!

  1. O disco Let It Be foi gravado em meio à maior crise dos Beatles juntos, eles estavam com problemas de relacionamento e idéias, Paul mandava e desmandava, John estava sempre drogado e puto com o “comando” do Paul, George se sentia diminuído, Ringo se sentia excluído. Tava complicado, mas a genialidade e o talento inacreditável dos Beatles de compor, gravar e roubar os corações do mundo todo sempre falou mais alto. O Glyn Johns pelo jeito não soube lidar com isso. O Spector arrumou e ficou maravilhoso, melhor, acho, ninguém conseguiria. É babaquice criticar a produção do Spector, só porque o Paul reclamou na época, pois ele estava com muitos problemas com os outros Beatles e reclamava por que ele não estava bem, muita gente reclama também, mas acho que por dentro todos amam o Let It Be do jeito que está, até o Paul. O disco é maravilhoso da capa até a última música.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s