Astros do Cinema Nacional e Internacional fotografados por Antonio Aguillar.

Antonio Aguillar, além de ter sido o comunicador da “Juventude Feliz e Sadia” e “Precursor da Jovem Guarda”, descobridor de talentos e empresário e criador de grupos musicais nos anos 60, também era repórter policial  fotográfico do jornal O Estado de São Paulo, e registrou a passagem de alguns astros do cinema internacional pelo nosso país, como segue…

"Fred McMurray e June Have, dois grandes astros do cinema americano, estiveram em São Pauo em 1954 como namorados e acabaram se casando. Eles participaram de uma grande reunião sobre o aniversário da cidade de S.Paulo, realizada no Hotel Esplanada, (não existe mais) o imóvel foi vendido para a Votorantim e fica atrás do Teatro Municipal. Poderia falar mais sobre esses dois artistas do cinema americano, mas o espaço não suportaria tantas informações, por isso me limitei apenas registrar a presença no Brasil . Eles estão dançando durante o show no Hotel Esplanada. Oportunamente vou contar os melhores momentos deles na vida profissional e os grandes filmes que realizaram. A fotografia foi registrada por mim para o jornal O Estado de S.Paulo ." (Antonio Aguillar)

“Fred MacMurray e June Haver, dois grandes astros do cinema americano, estiveram em São Paulo em 1954 como namorados e acabaram se casando. Eles participaram de uma grande reunião sobre o aniversário da cidade de S.Paulo, realizada no Hotel Esplanada, (não existe mais) o imóvel foi vendido para a Votorantim e fica atrás do Teatro Municipal. Poderia falar mais sobre esses dois artistas do cinema americano, mas o espaço não suportaria tantas informações, por isso me limitei apenas registrar a presença no Brasil . Eles estão dançando durante o show no Hotel Esplanada. Oportunamente vou contar os melhores momentos deles na vida profissional e os grandes filmes que realizaram. A fotografia foi registrada por mim para o jornal O Estado de S.Paulo .” (Antonio Aguillar)

Frederick Martin “Fred” MacMurray nasceu em 30 de agosto de 1908 e faleceu em 05 de novembro de 1991.
June Haver nasceu em 10 de junho de 1926 e faleceu em 04 de julho de 2005.

"Flagrante registrado em 1953, quando a atriz Eliane Lage recebeu das mãos da Martha Rocha, o premio SACY, nas dependências do jornal O Estado deSPaulo, onde eu era o repórter fotográfco. Eliane nasceu em 16 de fevereiro de 1928 filha de pai brasileiro e mãe britânica. Residiu no Rio, São Paulo e Guarujá. Depois de deixar a vida artística mudou para Petrópolis. Quando fazia cinema, se apaixonou pelo produtor de seu filme Sinha Moça o Tom Payne com quem acabou se casando em 1951 Sinha Moça foi rodado na Vera Cruz São Bernardo do Campo. Ela estrelou ao lado de Anselmo Duarte outro grande ator brasileiro. Eliane chegou escrever em 2005 sua autobiografia pela Editora Brasiliense. São cenas como esta, premiação importante como a eu vemos na foto, que vivi durante a minha vida profissional e ainda estou correndo atrás dos meus sonhos. Nós não podemos perder a vontade de viver e fazer as coisas uteis que acabam virando histórias para o futuro saber o que de bom foi o passado.

“Flagrante registrado em 1953, quando a atriz Eliane Lage recebeu das mãos da Martha Rocha, o premio SACY, nas dependências do jornal O Estado de SPaulo, onde eu era o repórter fotógrafo. Eliane nasceu em 16 de fevereiro de 1928 filha de pai brasileiro e mãe britânica. Residiu no Rio, São Paulo e Guarujá. Depois de deixar a vida artística mudou para Petrópolis. Quando fazia cinema, se apaixonou pelo produtor de seu filme Sinhá Moça o Tom Payne com quem acabou se casando em 1951 Sinhá Moça foi rodado na Vera Cruz São Bernardo do Campo. Ela estrelou ao lado de Anselmo Duarte outro grande ator brasileiro. Eliane chegou escrever em 2005 sua autobiografia pela Editora Brasiliense. São cenas como esta, premiação importante como a eu vemos na foto, que vivi durante a minha vida profissional e ainda estou correndo atrás dos meus sonhos. Nós não podemos perder a vontade de viver e fazer as coisas úteis que acabam virando histórias para o futuro saber o que de bom foi o passado.” (Antonio Aguillar)

A atriz Eliane Lage, que pertenceu aos estúdios Vera Cruz, hoje vive pacatamente no interior de Goiás.

Neste vídeo ela fala do filme Sinhá Moça:

"TRES GRANDES MONSTROS SAGRADOS DO TEATRO BRASILEIRO - NICETE BRUNO - PAULO AUTRAN - TONIA CARRERO. Essa fotografia registrei com minha máquina Speed graphic 6X9 nas dependências do jornal O Estado de S.Paulo em 1953 por ocasião da entrega do Premio de Teatro O SACY. Nicete Bruno foi registrada Nicete Xavier Miessa em 7 de janeiro de 1933, Iniciou na carreira artística aos 4 anos de idade na Radio Guanabara do Rio de Janeiro.´ Depois fez várias peças teatrais recebendo muitos prêmios. Aos l7 anos de idade ela fundou em São Paulo, o Teatro de Aluminio na Praça das Bandeiras. Em 1952 Nicete conheceu o ator Paulo Goulart, durane a peça Senhorita Minha Mãe, de Louis Verneuil, com quem se casa em 1954 por ocasião do 4o. Centenário da cidade de S.Paulo. PAULO AUTRAN foi registrado Paulo Paquet Autran no Rio de janeiro em 7 de setembro de l922 e faleceu em S.Paulo em 12 de outubro de 2007, foi um ator de teatro, cinema e televisão. Estudou Direito em São Paulo em 1945 pensando ser um diplomata. Desapontando na profissão de Advogado, participou de algumas peças teatrais.. Aceitando o convite de Tonia Carrero fixou no teatro e se deu bem. Fez filme e foi sucesso também. Faleceu aos 85 anos de idade e seu corpo foi cremado no Cemitério de Vila Alpina. Tonia Carrero nasceu Maria Antonieta de Farias Portocarrero - Rio de Janeiro em 23 de agosto de 1922 uma grande atriz brasileira. Apesar de graduada em educação, física, foi obtida em cursos em Paris, quando já era casada com o artista plástico Carlos Arthur Thiré, pai do ator e diretor Cecil Thiré. Fez filmes para o cinema brasileiro e triunfou no teatro estreando no Teatro Brasileiro de Comédia. Ai esta um resumo desses grandes artistas inesquecíveis. Eu me sinto honrado em fotografa-los para o Estadão um dos maiores e mais respeitados jornais do Brasil. O Paulo Ribeiro esta escrevendo um livro com minha biografia e tenho a convicção que vai ser um Best Seller, em virtude de seu conteúdo histórico." (Antonio Aguillar)

“TRES GRANDES MONSTROS SAGRADOS DO TEATRO BRASILEIRO – NICETE BRUNO – PAULO AUTRAN – TONIA CARRERO. Essa fotografia registrei com minha máquina Speed graphic 6X9 nas dependências do jornal O Estado de S.Paulo em 1953 por ocasião da entrega do Premio de Teatro O SACY. Nicete Bruno foi registrada Nicete Xavier Miessa em 7 de janeiro de 1933, Iniciou na carreira artística aos 4 anos de idade na Radio Guanabara do Rio de Janeiro.´ Depois fez várias peças teatrais recebendo muitos prêmios. Aos l7 anos de idade ela fundou em São Paulo, o Teatro de Aluminio na Praça das Bandeiras. Em 1952 Nicete conheceu o ator Paulo Goulart, durane a peça Senhorita Minha Mãe, de Louis Verneuil, com quem se casa em 1954 por ocasião do 4o. Centenário da cidade de S.Paulo.
PAULO AUTRAN foi registrado Paulo Paquet Autran no Rio de janeiro em 7 de setembro de l922 e faleceu em S.Paulo em 12 de outubro de 2007, foi um ator de teatro, cinema e televisão. Estudou Direito em São Paulo em 1945 pensando ser um diplomata. Desapontando na profissão de Advogado, participou de algumas peças teatrais.. Aceitando o convite de Tonia Carrero fixou no teatro e se deu bem.
Fez filme e foi sucesso também. Faleceu aos 85 anos de idade e seu corpo foi cremado no Cemitério de Vila Alpina.
Tonia Carrero nasceu Maria Antonieta de Farias Portocarrero – Rio de Janeiro em 23 de agosto de 1922 uma grande atriz brasileira. Apesar de graduada em educação, física, foi obtida em cursos em Paris, quando já era casada com o artista plástico Carlos Arthur Thiré, pai do ator e diretor Cecil Thiré. Fez filmes para o cinema brasileiro e triunfou no teatro estreando no Teatro Brasileiro de Comédia. Ai esta um resumo desses grandes artistas inesquecíveis. Eu me sinto honrado em fotografa-los para o Estadão um dos maiores e mais respeitados jornais do Brasil. O Paulo Ribeiro esta escrevendo um livro com minha biografia e tenho a convicção que vai ser um Best Seller, em virtude de seu conteúdo histórico.” (Antonio Aguillar)

"Gino Meneghetti matéria policial realizada para o Estadão final de 1950 quando foi peso e levado ao plantão da Central de Polícia no Pateo do Colégio. Foi um ladrão lendário vindo da Itália para residir no Brasil em 25 de junho de 1913.Aos 35 anos de idade com um histórico criminal já bastante extenso. Tendo sido condenado a prisão na Itália e depois no Brasil. Ganhou fama no Brasil de forma muitas vezes sensacionalista - chegando ao ponto de ser tachado pelos jornais de "o bom ladrão" e "o maior gatuno da América Latina". Foi apelidado também de "gato de telhado", devido a sua facilidade de se locomover pelo telhado das casas para fugir dos cercos das autoridades. Os feitos de Meneghetti inspiraram diversos livros contando sua história. Meneghetti também teve sua vida adaptada para a sétima arte com um curta metragem em forma de documentário lançado em 1989. Em outubro de 1975, o boato de que Meneghetti teria falecido movimenta os jornais. Na verdade, sofrendo de complicações cardíacas, esteve internado e morre em maio de 1976, com quase 98 anos de idade, vitima de trombose. Como era de seu desejo foi cremado." (Antonio Aguillar)

“Gino Meneghetti matéria policial realizada para o Estadão final de 1950 quando foi peso e levado ao plantão da Central de Polícia no Pátio do Colégio. Foi um ladrão lendário vindo da Itália para residir no Brasil em 25 de junho de 1913.Aos 35 anos de idade com um histórico criminal já bastante extenso. Tendo sido condenado a prisão na Itália e depois no Brasil. Ganhou fama no Brasil de forma muitas vezes sensacionalista – chegando ao ponto de ser tachado pelos jornais de “o bom ladrão” e “o maior gatuno da América Latina”. Foi apelidado também de “gato de telhado”, devido a sua facilidade de se locomover pelo telhado das casas para fugir dos cercos das autoridades. Os feitos de Meneghetti inspiraram diversos livros contando sua história. Meneghetti também teve sua vida adaptada para a sétima arte com um curta metragem em forma de documentário lançado em 1989. Em outubro de 1975, o boato de que Meneghetti teria falecido movimenta os jornais. Na verdade, sofrendo de complicações cardíacas, esteve internado e morre em maio de 1976, com quase 98 anos de idade, vitima de trombose. Como era de seu desejo foi cremado.” (Antonio Aguillar)

Antonio Aguillar - carteira de repórter

A identificação de Antonio Aguillar como repórter policial do Jornal O Estado de São Paulo.

 

Seguem algumas fotos que Antonio Aguillar tirou dos artistas que estiveram no 4o. Centenário da cidade de São Paulo, em 1954, participando do 1o. Festival Internacional do Cinema.

Errol Flynn - 1954

Errol Flynn – 1954

Errol Leslie Thomson Flynn nasceu em Hobart, em 20 de junho de 1909 e faleceu em Vancouver, em 14 de outubro de 1959. O ator nasceu na Austrália mas foi radicado nos Estados Unidos da América, tendo se naturalizado cidadão estadunidense em 1942. É conhecido pelos papéis em filmes de capa e espada.

Marjorie Prado e Edward G. Robson

“Marjorie Prado era uma senhora socialite, esposa de um membro da família Prado e dona da Boite Oasis, que ficava na Rua 7 de abril quase esquina com a praça da Republica. Marjorie Prado era da alta sociedade e promovia muitas festas em sua mansão que ficava na Vila Buarque. A Boate Oasis era uma casa frequentada somente por gente de muito dinheiro e lá cantavam os grandes nomes da época. O porteiro da Boate vestia um uniforme de gala e tudo era encantador. O artista que está com ela na foto é Edward G. Robson. Essas fotos foram registradas por mim, algumas no Hotel Esplanada, Redação do jornal O Estado de S.Paulo… “ (Antonio Aguillar)

Martine Carol

Martine Carol

A atriz francesa Marie-Louise Jeanne Nicolle Mourer (Martine Carol) nasceu em Saint-Mandé a 16 de maio de 1920 e faleceu em Val-de-Marne, França em 06 de fevereiro de 1967.

Milton Ribeiro, sua esposa e Carmen Prudente

Milton Ribeiro, sua esposa e Carmen Prudente

Milton Ribeiro foi um ator brasileiro da Companhia Vera Cruz, famoso pela atuação em filmes que representavam o cangaço. Nasceu em Passos/MG, em 21 de agosto de 1921 e faleceu em São Paulo no dia 16 de março de 1972.

Michel Simon, famoso ator francês

Michel Simon, famoso ator francês

Michel Simon foi um ator suíço que atuou em filmes notáveis; nasceu em 09 de abril de 1895, em Geneva, Suíça e faleceu em Bry-sur-Marne, França, em 30 de maio de 1975.

4 respostas em “Astros do Cinema Nacional e Internacional fotografados por Antonio Aguillar.

  1. Lucinha, quero parabeniza-la pela materia inserida aqui. Acho que valeu a pena, porque os internautas são inúmeros e esta é uma forma de poder levar a história ao alcance de todos. Infelizmente os jornais não se preocupam com isso, mesmo aquele em que trabalhei durante 10 anos. Os tempos são outros e os dirigentes também são pessoas preocupadas com o presente e o futuro esquecendo-se que é importante falar um pouco sobre o que virou história e marcou época. Valeu!
    Aguillar.

    • Aguillar, muito obrigada, mas sou eu que lhe agradeço por disponibilizar essas fotos que hoje são relíquias.
      Infelizmente os tempos são outros, como você disse, então cabe a nós, que gostamos de preservar a cultura nacional, divulgarmos.

      Obrigada!

  2. Parabéns Lucinha e Antônio Aguillar por essas publicações das fotos e fatos reais que aconteceram com grandes nomes do cinema e do teatro em nosso país na década de 50!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s