Historias de Tony Campello!

Em entrevista a Antonio Aguillar, Tony Campello recorda de um entrevero que teve com ele por questões profissionais e também recorda sobre a queda do elevador que despencou do terceiro andar na TV Paulista, Canal 5, quando participavam de um dos programas comandados por Antonio Aguillar. O elevador era de carga (fazia o transporte de cenários de madeira, que pesavam pouco), porém neste dia estava transportando os artistas e seus instrumentos, quando despencou, isso ainda no tempo da Organização Victor Costa, na Rua das Palmeiras, 315, ocasião em que Aguillar fazia uma estreia do seu programa “Ritmos para a Juventude” na televisão Paulista Canal 5, Globo hoje.
No elevador, entre outros, estavam Tony Campello, George Freedman e Ronnie Cord. O programa quase não foi ao ar, porém como o auditório estava lotado e os artistas que passaram pelo pronto socorro sofreram apenas luxações nos pés, puderam voltar para a rua das Palmeiras e participaram com sucesso do programa, o qual alavancou o Rock no Brasil em 1961, sob o comando de Antonio Aguillar.

Ainda neste áudio podemos ouvir Tony cantar com a irmã Celly a canção “O Canário”, um clássico gravado pelos irmãos Campello em fevereiro de 1963 e aqui apresentados pela Hebe Camargo ao vivo (Hebe Comanda o Espetáculo).
A música é uma versão em português do clássico “Yellow Bird”, de Norman Lubolf, Marilyn Keith e Alan Bergman. A versão em português é de Fred Jorge. É a última gravação que Celly fez ainda solteira, e depois ela só voltaria a gravar em 1968. A canção é um clássico internacional que foi gravado por artistas como The Big Bamboo Orchestra, Brothers Four, Cris Isaak, Emile Ford, Johnny Tillotson e Roger Whitaker, entre outros, e possui várias versões instrumentais, registradas por The Ventures, Chet Atkins, Martin Denny, Bert Kaempert, Frank Hamilton, Arthur Lyman, Enoch Light, Gene Ammons, Pete Seeger, Roger Williams, The Three Suns e Tommy Mccook.
No Brasil, além dos irmãos, há o registro instrumental de Waldir Azevedo e o vocal de Carlos Gonzaga.

Tony, Aguillar e Celly

Tony, Aguillar e Celly

3 respostas em “Historias de Tony Campello!

  1. O ROCK PAULISTA “BOMBOU ” PRIMEIRO QUE O CARIOCA. AQUI TÍNHAMOS O SERGIO MURILO , SONIA DELFINO E O EDUARDO ARAUJO CAPITANEADOS PELO CARLOS IMPERIAL NA TV E O JAIR DE TAUMATURGO NO RÁDIO( HOJE É DIA DE ROCK) ESTOU ESCREVENDO SOBRE ISSO VEJAM O PRIMEIRO CAPÍTULO . ABRAÇOS

    MINHA VIDA COM O ROCK .

    Prefácio .
    Quando fui ” abduzido” pela internet,( expressão do meu amigo Horácio)
    e o “Faceboock “em 2015 comecei a fazer contato com diversos artistas do Rock
    nacional mencionando fatos que passamos na época da “Jovem Guarda” e até antes dela.
    Pude então perceber o quanto havia vivido e convivido com esses companheiros de
    jornada na vida .Cada pessoa que dedicamos uma parte do nosso tempo, passa a fazer
    parte integrante da própria “história” do mundo particular de cada um , ou seja, fa –
    zemos todos parte física desse todo humano .

    Tive então , o desejo de escrever essa experiência se possível comprovando os fatos
    por documentos ,depoimentos ou constatações dos fatos ocorridos no início dos anos
    1960.
    PRIMÓRDIOS MUSICAIS.

    Meu nome é Paulo Machado Ribeiro Leite e nasci no Rio mais precisamente
    no bairro do Lins de Vasconcelos quando os anos quarenta iam para seu término.
    Venho de uma família de classe média cujos pendores musicais eram comuns
    nesta classe.
    Assim, meu bisavô paterno foi maestro importante do Rio, regendo a orquestra
    Imperial . Meus avós maternos foram guitarristas na terra deles ( Açores) sendo que mi-
    nha avó também cantava até a idade de oitenta e tres anos, tendo feito dupla comigo al-
    gumas vezes nas canções dela e nas minhas.
    Minha mãe e meu tio tocavam piano, tendo me colocado para estudar música
    na Escola Nacional de Música com sete anos de idade.
    O curso que frequentei era de “Iniciação Musical” e lá comecei a ter contato
    com a música.
    Logo esta me encantou.Eu já ouvia muito as músicas que meu pai e mãe canta-
    vam ou colocavam na vitrola e procurava, também , interpretá-las. ( até mesmo cantan-
    do em “ingrês”).
    Na Escola Nacional de Música compus minha primeira música e fui alçado a
    “maestro mirim” do coral das crianças minhas colegas de turma.
    Com a separação de meus pais tive de me mudar para o bairro do Grajau e
    parar com meus estudos de música vocal e piano.
    A busca contínua pelo som me fazia já aos dez anos viver ouvindo qualquer
    tipo de música que tocasse no rádio ou em outros locais .
    Em 1958 com o surgimento de “Elvis Préslei” no senário mundial ,Celi Cam-
    pelo e outros no Brasil passei definitivamente a decorar e tocar e cantar as músicas
    desses depois queridos colegas.
    Nessa época surgiram no Grajaú diversos artistas amadores como Elton Ro
    berto( mais tarde Roberto Rei) e seu conjunto musical ,assim como os The Blue Jeans
    Rock.
    Colegas como Roberto Rei cantor e violonista , Claudio Caribé e Rostan
    (bateristas) Lafayete (pianista) Fritz( guitarrista)Marcio Montalroios ( piston) se
    destacaram mais tarde no cenário musical do Rock e na Jovem Guarda.Todos eram mo
    radores no bairro então.
    Logo programas de rádio catalizaram as atenções dos jovens aqui no Rio de
    Janeiro destacando-se,sobremaneira, o “HOJE É DIA DE ROCK” capitaniado por Jair
    de Taumaturgo.
    Esse programa lançavam calouros e, quando vinham astros de outros Es-
    tados e até de fora do Brasil, apresentava os mesmos ao vivo.
    Cely e Toni Campelo , Demétrius, Eduardo Araujo ,Sergio Murilo, dentre
    outros atraiam-nos a ouvir o Rock nacional .
    No Grajaú surgiu também o ” Everly Brothers” conjunto musical que
    se destacou, inclusive ganhando prêmios .Elton e Glaucio eram os vocalistas cantan
    do à duas vozes . Roni ,Alfredo ,Fritz ,Claudio era a formação instrumental mais con
    tumas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s