Há 50 anos, Os Beatles tocaram no Shea Stadium em Nova York: Fãs relembram este Show Histórico.

Um grupo de fãs dos Beatles são entrevistadas pela TV momentos antes do concerto dos Beatles em 1965 no Shea Stadium.

A da esquerda é a atriz Meryl Streep aos 16 anos.

A da esquerda é a atriz Meryl Streep aos 16 anos.

São raros os fãs que chegaram a conhecer os Beatles, mas aos 9 anos de idade, Trea Hoving fez o que acabou sendo um momento crucial tanto para a carreira do grupo como para a historia do concerto.

Há cinquenta anos atrás, era sábado e Hoving se juntou a 55.600 outros fãs que gritavam diante da inovadora performance dos Fab Four no Shea Stadium, o primeiro evento pop já realizado em um local tão grande. Ela até mesmo chegou a ir ao camarim para conhecer a banda – Bem, seu pai era o Comissário Parks.

“Pensei, ‘Isso é como encontrar o Papa'”, relembra ela. “Vai ser uma visão sagrada”.

Uma Hoving nervosa passou a maior parte de sua audiência com John, Paul, George e Ringo olhando para o chão. “Mas Paul McCartney chegou até mim para me deixar menos desconfortável”, disse ela. “Ele tinha um envelope com um desenho nele, o qual parecia ser uma Meanie azul.”

Em seguida, ela tirou uma foto com John Lennon, que se abaixou inclinando-se paternalmente.

John Lennon inclina-se paternalmente na foto com Hoving.

John Lennon inclina-se paternalmente na foto com Hoving.

“Acreditem ou não, não teve nenhuma cena frenética nos bastidores, de forma alguma”, disse Hoving. “Todos estavam morgando por ali, foi muito relaxante.”

Mesmo assim, os Beatles compreenderam totalmente a importância do evento que aconteceu no dia 15 de agosto de 1965, o qual se deu durante a turnê da banda nos Estados Unidos.

Um ano antes, o grupo havia feito sua estreia na América no “The Ed Sullivan Show” e tocaram no Carnegie Hall, mas este, segundo as palavras de outro grupo Britânico, foi algo completamente diferente.

“No Shea Stadium, eu vi o topo da montanha”, disse Lennon tempos mais tarde.

Sid Bernstein, que produziu o Show no Shea, teve a ideia de trazer a banda para tocar no maior espaço possível depois de ver como foram vendidos rapidamente os ingressos do Carnegie.

Policiais carregando uma garota que correu pra atravessar o campo do estádio onde acontecia o concerto...

Policiais carregando uma garota que correu pra atravessar o campo do estádio onde acontecia o concerto…

Pessoas sendo carregadas depois de desmaiarem no estádio...

Pessoas sendo carregadas depois de desmaiarem no estádio…

“Ele perguntou ao pessoal da bilheteria de lá quantos ingressos eles achavam que poderiam ter vendido a mais caso coubessem mais pessoas no local”, explicou Elliot Gordon, um amigo de Bernstein.
“Eles disseram 200,000 – facilmente”.

O empresário dos Beatles, Brian Epstein, inicialmente considerou que os propósitos de Bernstein não seriam atingidos. “Nós não tocamos para assentos vazios,” disse Brian a Bernstein.

Mas Bernstein prometeu pagar $10 dólares por assento que não fosse vendido, então Epstein levou adiante. Bernstein poderia até ter perdido a roupa do corpo, porém os ingressos se esgotaram rapidamente.

Na noite do show a cidade inteira estava tomada com a febre Beatle!

“Nós já começamos a gritar no minuto em que avistamos o Shea Stadium”, disse Melani Rogers, que por ser uma adolescente, pegou o trem nr. 7 de sua casa em Astoria. “Era um mar de garotas adolescentes no trem. Todas estavam muito excitadas”.

Rogers e suas melhores amigas Susan e Jenny, tinham assentos para quem tivesse “hemorragia nasal”. Mas assim que a música começou, elas passaram furtivamente para o setor mais baixo.

“Tudo estava tão caótico, ninguém estava prestando atenção”, disse Rogers. “A única Segurança estava no campo, cuidando para que as garotas não fossem para o palco”, que estava bem no centro do campo.

“Estávamos assistindo uma infinidade de garotas sendo carregadas para fora por terem corrido em direção ao campo”, disse Linda Marotte, que, aos 11 anos, foi com sua mãe de Staten Island. “Aquelas garotas tinham muita coragem!”

“Garotas estavam desmaiando ao nosso redor”, acrescentou Marotte. “Eu estava muito alarmada com aquilo. Por que elas estão desmaiando? Elas vão perder o show”.

De qualquer maneira, ninguém poderia mesmo ouvir o Show.

“Tudo que se podia ouvir era a gritaria”, disse Renee Perst, que na época estava com 13 anos e foi ao concerto com Marotte e a mãe delas. “Era um barulho ensurdecedor”.

fabfour-20-web

A família de Perst conseguiu comprar seus ingressos através de um encontro ímpar.

O pai de Perst, obediente à lei, trabalhava como barman no Demonico`s, uma lendária “steakhouse”.
Um freguês habitual conhecido apenas por “Blackie” disse que ele tinha uma caixa de ingressos para o cobiçado evento. Quando o pai de Perst falou para o Blackie que sua filha ia fazer aniversário, ele lhe ofereceu quatro ingressos de graça.

E que ingressos! “Nós nos sentamos bem sobre a passagem subterrânea do estádio – na fila em frente onde estava a família Sullivan”, disse Perst. “Nós assistimos tudo”.

Assentos na parte superior custavam US$5.10

fabfour-7-web

Na plateia aquela noite estava uma outra pessoa famosa – ou pelo menos alguém que se tornaria famosa. A jovem Meryl Streep, de 16 anos, estava entre um bando de garotas sendo entrevistadas pela CBS News (agora arquivada no Youtube).

Meryl Strep at She Stadium num show dos Beatles

A amiga de Streep ficou próxima da câmera o tempo todo, e muito embora a futura atriz tivesse feito com que pudesse participar e falar algo, quando o entrevistador pergunta se os Beatles “estão no caminho certo”, ela balbucia “Não!”

Todas as garotas nas arquibancadas fantaziavam casarem-se com um Beatle, mas duas fãs que estavam no Shea naquela noite, verdadeiramente o fizeram!
A adolescente Linda Eastman – a futura Linda McCartney – e Barbara Bach – que mais tarde se casaria com Ringo Starr – estavam lá gritando naquela noite, de acordo com Gordon, que está desenvolvendo uma série fictícia para a TV sobre o evento.

Ao contrário do que parece, rapazes também foram ao show, ocupando de 25% a 30% da plateia, de acordo com testemunhas. John Hoving, um primo de Trea, na época com 10 anos, disse que amou o grupo tanto quanto seus parentes do sexo feminino. Contudo, ele não participou da gritaria. rsrs

“Eu apenas ria”, disse ele. “Era muito inacreditável ver as garotas tão loucas.”

Claro, milhões de pessoas além daquelas que estiveram no Shea naquela noite também ficaram enlouquecidas pelo grupo.

“Eles mudaram o mundo de branco e preto para colorido”, disse Rogers. “Sua música chegou para mudar todas as nossas vidas”.

Texto original publicado pelo Daily News. BY Jim Farber => jfarber@nydailynews.com

Tradução: Lucinha Zanetti

“The Beatles at Shea Stadium” – Documentário de 50 minutos de duração realizado em 15 de agosto de 1965.

The Beatles – Live At Shea Stadium 1965 (FULL 30 minute Show)

As lembranças nostálgicas de Meryl Streep daquela noite…

http://bcove.me/oyqlxgs8

NOTA:

A filmagem a seguir indica que a própria atriz Maryl Streep se enganou na data em que esteve no show do Shea Stadium; ela afirma que foi em 1965 mas na verdade foi no de 1966:

9 respostas em “Há 50 anos, Os Beatles tocaram no Shea Stadium em Nova York: Fãs relembram este Show Histórico.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s