O Divórcio entre Lennon & McCartney!

Lennon McCartney Divorce

(Matéria completa e texto original aqui. )

“As pessoas disseram: ‘É uma pena que uma coisa tão bacana teve que chegar ao fim desta forma.’ Eu também acho. É uma pena. Eu gosto de conto de fadas. Eu adoraria se tivesse visto os Beatles subirem em uma nuvenzinha de fumaça e nós quatro estivéssemos vestidos em trajes mágicos, cada um segurando um envelope com todo nosso material dentro dele. Mas você percebe que está na vida real, e você não divide uma coisa bonita com outra coisa bonita.” (McCartney)

No final dos anos 60, havia muitos sinais dentro da organização dos Beatles indicando que uma separação seria
inevitável. Alguns destes sinais eram aparentes para seus fãs, outros não. O empresário deles morre, eles são
forçados a parar com as turnês, há problemas no estúdio, etc.
Eventualmente a banda se separa e então tudo torna-se realmente desagradável e um tanto estranho…

Embora Lennon e McCartney tenham se reconciliado nos anos 70, qualquer esperança de uma reunião musical
foi minada depois que Yoko começou a interceptar as chamadas telefônicas de Paul.

Há muito tempo que uma vertente do folclore Beatles diz que Paul ligou para Yoko em janeiro de 1980, pouco
antes de uma turnê ao Japão, e mencionou a ela que ele tinha um pouco de maconha… Dois dias depois ele foi preso
no aeroporto de Tóquio por posse de substâncias ilegais e passou 10 dias na prisão. Falou-se que as
autoridades japonesas tinham recebido uma dica de alguém que sabia exatamente o que Paul estava
carregando. Desde o assassinato de John Lennon em dezembro de 1980 pelo fã enlouquecido, Mark Chapman, o corte Paul- Yoko foi adiante de forma bem mais estrondosa.

Em 1997 Yoko Ono comparou John a Mozart, enquanto Paul, disse ela, mais intimamente se assemelhava ao seu rival
menos talentoso, Salieri. No ano seguinte, Paul se recusou incisivamente a pedir que Yoko fosse ao funeral de
Linda em Nova York , que acabara de morrer de câncer de mama. O problema veio à tona novamente no ano
2000, quando os três Beatles sobreviventes estavam preparando um pacote com os maiores sucessos dos Beatles. Embora
a canção “Yesterday” tenha sempre sido creditada à dupla Lennon/McCartney, ela foi feita totalmente por Paul,
que então pediu que seu nome fosse colocado em primeiro lugar.

“Senti que depois de 30 anos isso pudesse ser um bonito gesto e algo que pudesse ser fácil para Yoko
concordar”, disse Paul.

“A princípio ela disse sim, mas depois ela ligou de volta algumas horas mais tarde e mudou de ideia”.

Dois anos mais tarde, Paul rebateu, quando mudou os créditos para todas as canções dos Beatles incluídas
no seu álbum “Back in the US Live 2002”, para “compostas por Paul McCartney e John Lennon”.

Yoko respondeu, removendo os créditos de Paul da faixa “Give Peace a Chance”, no DVD Lennon Legend.

Paz, ao que parece, era a última coisa no pensamento de Paul e Yoko.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s