Fatos e Fotos da História dos Beatles – “Early Years” – PARTE I de III

Este ano de 2012 faz 50 anos que a Beatlemania tomou conta do mundo, e os Beatles estavam ainda no topo quando em 10 de abril de 1970 Paul McCartney anunciou que eles estavam se separando!
Em homenagem aos 50 anos com a Beatlemania, e 42 anos desta triste data para os fãs da Banda, é que vou escrever aqui um pouco dos “early years” na vida dos Beatles, com ilustrações da trajetória dos FAB FOUR, mostrando em rápidas pinceladas um pouco daquela época, quando tudo começou…

No ano de 1956 John Lennon era um aluno da escola chamada Quarry Bank School em Liverpool, e adorava tocar Skiffle com seus companheiros.

Nesta época Paul McCartney chorava a morte de sua mãe Mary e estudava em outro colégio de Liverpool, onde também estudava seu colega George Harrison, 9 meses mais novo que ele.

Em 1957 John Lennon decidiu formar um grupo de Skiffle e formou o grupo “The Blackjacks”, porém, este nome durou apenas uma semana e John usou o nome da escola como inspiração para criar “The Quarry Men” em março de 1957.

The Black Jacks

Não é surpresa portanto Pete Shotton ser o primeiro musico que o jovem Winston intimidaria a aprender a tocar um instrumento para entrar em “sua” banda. O duo consistia de John Lennon num violão com quatro cordas e Pete Shotton tocando esfregão com dedal, instrumento tão na moda no skiffle. Nascia assim, perto do final de 1956, The Black Jacks Skiffle Group. O nome veio graças ao fato que os dois sempre tocavam de jeans negro. Inicialmente muito satisfeito com sua realização musical, aprendendo números de Lonnie Donnegan e alguns outros sucesso da época, Lennon rapidamente percebia a necessidade de ter mais componentes. Com mais gente na banda, trazendo um maior número de instrumentos e assim aumentando a carga sonora do grupo (em outras palavras, fazendo mais barulho), poderiam, quem sabe, atrair mais a atenção de um público hipotético.

Com duas semanas de existência, the Black Jacks teria o acréscimo de Eric Griffths, que ganhara um violão novo de presente do seus pais, e Bill Smith tocando um baixo improvisado, feito de cabo de vassoura, corda e um caixote de chá pintado de preto. Os dois são amigos de Lennon da escola. Griffths e Lennon foram juntos ter aulas de violão com um tutor mas abandonaram na segunda aula. Acabaram tendo suas aulas de Julia Lennon mãe de John, que afinava os instrumentos para os dois e lhes ensinaou acordes de banjo. Este núcleo inicial da banda tocava geralmente em festas. Outros meninos se juntavam aos quatro, esporadicamente participando da formação, mesmo que, em alguns casos, durando apenas um ensaio.

Com a moda do skiffle se alastrando e crianças em todos os cantos buscando instrumentos para montarem suas bandas, o Natal de 1956 foi marcado pela quantidade de instrumentos musicais que foram presenteados pelos pais. É o caso de Colin Hanton e Rod Davis, respectivamente ganhando uma pequena bateria, e um banjo. Hanton e Griffths se conheciam de jogar futebol de rua na vizinhança. Quando soube que Hanton tinha ganho uma bateria, foi convidado para entrar na banda.

Rod Davis, o bom aluno entre eles, depois de tentar tocar o violino e o ukulele, acabou se acertando com o banjo. Mal começou a se gabar do presente que seria rapidamente convidado por Griffths a entrar para o grupo. Portanto o ano de 1957 começa com este grupo de skiffle na sua formação completa: John cantava e tocava guitarra, Colin Hanton tocava bateria, Eric Griffiths tocava guitarra, Pete Shotton tocava no “washboard”, Rod Davis no banjo e Bill Smith no baixo (bass). Bill logo foi substituído por Ivan Vaughan.

The Quarry Men – 06 de Julho de 1957 – St. Peter’s Woolton Garden – John Lennon e Eric Griffths nos violões, Pete Shotton no esfregão e dedal, Rod Davis no banjo, Len Garry no baixo improvisado e Colin Hanton na bateria.

Uma gravação feita em 06 de julho de 1957 em St. Peter’s Church Hall – Woolton, Liverpool, England.

The Quarry Men – 6 de Julho de 1957 – St. Peter’s Woolton Garden – John Lennon e Eric Griffths nos violões, Pete Shotton no esfregão e dedal, Len Garry no baixo improvisado e Colin Hanton na bateria.

Primeiras gravações dos The Quarrymen: Eric Griffiths, Colin Hanton, Rod Davis, John Lennon, Pete Shotton & Len Garry.

Saturday 6 July 1957 – St. Peters Church Field – Garden Fete, Woolton Parish Church – Liverpool, England

Cartaz do show dos The Quarry Men – 6 Julho de 1957

The Eddie Clayton Skiffle Group – 1957 – Ringo na bateria

Em 1957 um amigo em comum apresenta Paul a John e aí começa o sonho…

Era 06 de julho de 1957 e Ivan Vaughan convidou Paul McCartney para assistir uma apresentação de uma banda na Igreja de Woolton Parish. O rapaz de 15 anos foi apresentado ao garoto de 16 e tem início ali uma parceria única: Lennon & McCartney!

Paul toca “Twenty Flight Rock”, de Eddie Cochran, e John fica encantado com ele.

Twenty Flight Rock com Eddie Cochran

E com Paul McCartney

Retrato de como foi o encontro entre John e Paul na noite do dia 06 de Julho de 1957

Paul entra para o The Quarry Men – 23 de Novembro de 1957 – New Clubmoor Hall, Liverpool

Paul fala para John que tem um amigo que sabia tocar “Raunchy” e George Harrison é aceito no grupo. Os integrantes do The Quarry Men agora passam a ser em número de sete, com Paul na guitarra e vocais, John Lowe ao piano e George Harrison na guitarra e vocais. Em breve Griffiths e outros membros iriam sair, ficando a banda com o número de cinco integrantes. O grupo aparecia em muitos locais de disputa de talentos, mas faziam muito poucas apresentações.George entra para o The Quarry Men – 1958

The Quarry Men – 1958

The Quarry Men – Dezembro de 1958

Cartão de visitas dos “The Quarry Men”

The Quarry Men – 29 de Agosto de 1959 – Casbah Club – Paul, John, Cinthya Powell (sentada) e um casal de amigos:

A primeira coisa que gravaram foi a música “That´ll be the Day”, de Buddy Holly, e eles estavam sempre no Clube Jacaranda em Liverpool, que era um clube onde todos se encontravam.

Nesta época John Lennon tinha um amigo que estudava com ele na chamada Liverpool College of Art. Era Stuart Sutcliffe, e sua entrada nos Beatles deu-se pela amizade que havia entre os dois.

Stu era um jovem interessado em pintura e, ao receber 75 libras com a venda de algumas de suas obras, perguntou a John o que ele poderia fazer com aquele dinheiro, e a resposta foi: “um baixo Hoffner”!

Stu foi convencido por John a comprar um contrabaixo elétrico e entrar para os Beatles, porém não sabia tocar nenhuma nota. Seu estilo musical era limitado e, sendo algo que o incomodava, era comum vê-lo tocando de costas para o público.

A banda de John Lennon foi trocando de nomes, sendo alguns os seguintes:

1956 – The Black Jacks Skiffle Group

1957 – The Quarry Men Skiffle Group (março)

The Rainbow

1958 – Johnny & The Moondogs

1960:

– The Beatals (janeiro a março)

– The Nerk Twins – John e Paul em Berkshire (abril)

– The Silver Beetles, numa audição realizada c/ Larry Parnes (maio)

– The Silver Beats, p/ usarem nas apresentações contratadas por Larry Parnes*

– The Silver Beetles, na primeira excursão oficial do grupo, na Escócia*

– The Silver Beatles (junho)

– The Beatles (durante a 2ª viagem a Hamburgo)

Foi quando John tinha 12 anos que ele teve uma visão que deu origem ao nome “Beetles” = Besouros.

Paul conta que viu o filme “O Selvagem” e alguns personagens eram chamados de “beetles”.

The Silver Beatles – 1960 – John, Paul e ao fundo, Tomas Moore na bateria

The Silver Beatles – 1960 – John, Paul e George e ao fundo, Tomas Moore na bateri

Rory Storm and The Hurricanes, a antiga banda de Ringo Starr – 3 de Maio de 1960

The Silver Beatles – 10 de Maio de 1960 – Wyven Social Club, Liverpool. Stu, John, Paul, George e Johnny Hutchinson na bateria

A banda foi convidada pelo empresário Allan Williams para uma turnê em Hamburgo.

Eles então precisavam de um baterista e George Harrison lembrou que havia um rapaz chamado Pete Best que tinha uma bateria.

Não há muitos registros sobre a banda a que pertencia Pete Best antes de ser convidado a entrar para os Beatles, mas era a “The Black Jacks”, mesmo nome da banda de John Lennon antes de se chamar “The Quarry Men”.

A mãe de Pete, Mona Best, comprou um kit Premier na loja Blackler’s Music. Assim, Pete pode formar seu próprio grupo, já que todos os garotos estavam formando um.

O nome de seu conjunto era ” The Black Jacks”, com Chas Newby* (baixo), Bill Barlow (guitarra) e Ken Brown (guitarra). Logo o grupo estava fixo no Casbah Club, de sua mãe Mona.

Pete foi chamado e foi com eles para Hamburgo, uma cidade alucinante, onde imperava o pecado…

Foi lá que eles começaram a tomar “Preledin”, que era o que os mantinham acordados e dispostos para trabalhar em cima de um palco durante 7/8 horas seguidas.

George conta que nesta época Pete Best deixou muito a desejar, e desagradou muito a eles.

Foi então que chamaram Ringo Starr, que ia e vinha entre uma banda e outra.

The Beatles – 17 de Agosto de 1960 – no Indra Club, Hamburgo – Paul, John, George, Stu e Pete Best

The Beatles no Indra Club, Hamburg – 17 de Agosto de 1960 – George, John, Paul, Stu e Pete Best

The Beatles no Indra Club, Hamburg – 17 de Agosto de 1960 – John, George, Pete, Paul e Stu

Rory Storm and The Hurricanes – Setembro de 1960

The Bealtles – Novembro de 1960 – Hamburg

Paul (com Stu ao fundo) – Novembro de 1960 – Hamburgo

John (com Stu ao fundo) – Novembro de 1960 – Hamburgo

Paul e George – Novembro de 1960 – Hamburg

George Harrison e Johnny Gentle – 1960 – Blues Angels

George, Stu e John – Novembro de 1960 – Hamburgo

The Beatles – Novembro de 1960 – carroceria de um caminhão de um circo de Hamburgo – Pete, George, John, Paul e Stu

Cartaz de um show dos Beatles – 12 de Fevereiro de 1961

09 de Dezembro de 1961 – The Palais Ballroom

10 de Novembro de 1961 – The Tower Ballroom: Beatles, Tony Sheridan, Rory Storm e outras bandas

8 de Dezembro de 1961 – The Tower Ballroom

The Cavern Club – 8 Dezembro 1961

The Tower Ballroom – 10 Novembro 1961 – Paul McCartney

The Tower Ballroom – 10 Novembro 1961 – Paul McCartney

Jurgen Volmer (fotógrafo dos Beatles) e Paul McCartney – Paris 14 Outubro 1961

14 de Outubro de 1961 – John Lennon em Paris

Cartaz do show “Operation Big Beat” 10 de Novembro de 1961 – The Tower Ballroom

The Cavern Club – Novembro 1961 – Paul, John, Pete e George

10 de Novembro de 1961 – The Tower Ballroom

24 Novembro 1961 – The Tower Ballroom com o cantor Davyl Jones

24 Novembro 1961 – The Tower Ballroom com o cantor Davyl Jones

The Jet Five – Dezembro de 1961 – St Luke’s

The Cavern Club – 8 Dezembro 1961

The Cavern Cub – 8 Dezembro de 1961 – com o cantor Davyl Jones

The Cavern Cub – 8 Dezembro de 1961 – com o cantor Davyl Jones

09 de Dezembro de 1961 – The Tower Ballroom

09 de Dezembro de 1961 – The Tower Ballroom

Albert Marrion Studios – 17 Dezembro 1961

Albert Marrion Studios – 17 Dezembro 1961

Albert Marrion Studios – 17 Dezembro 1961

Dezembro de 1961 – John e Paul

Albert Marrion Studios – 17 Dezembro 1961 – Ringo e George

01 de Janeiro de 1962 – Beatles são eleitos a melhor banda de Liverpool

07 de Março de 1962 – cartaz do show no BBC Theatre Playhouse (autografados pelos Beatles)

17 Março 1962 – Paul com sua namorada Dorothy Rhone na festa de Joan McEvoy

17 Março 1962 – Festa na casa de Joan McEvoy com os Beatles e amigos

29 Março de 1962 – Fotos promocionais

29 de Março de 1962 – The Odd Spot – Pete Best

29 de Março de 1962 – The Odd Spot – George Harrison e Paul McCartney

29 de Março de 1962 – The Odd Spot – George Harrison e Paul McCartney

29 Março de 1962 – Fotos promocionais

29 Março de 1962 – Fotos promocionais

29 de Março de 1962 – The Odd Spot – Paul McCartney

5 de Abril de 1962 – an evening with John, George, Paul e Pete – The Cavern Club – Cartaz do show

05 de Abril de 1962 – uma noite com John, George, Paul e Pete – Poster

05 de Abril de 1962 – carteirinha de uma fã dos Beatles

5 de Abril de 1962 – Uma noite com John, George, Paul e Pete

05 de Abril de 1962 – Uma noite com John, George, Paul e Pete – (Paul na bateria)

10 Abril de 1962 – Morre Stu Sutcliffe, ex-baixista dos Beatles

31 Maio de 1962 – Hamburg – George Harrison

31 Maio de 1962 – Hamburg – John Lennon

31 Maio de 1962 – Hamburg – George Harrison

31 Maio de 1962 – Hamburg – John Lennon

31 Maio de 1962 – Hamburg – John Lennon

31 Maio de 1962 – Hamburg – John Lennon

The Star Club – 31 Maio 1962 – The Star Club

The Star Club – 31 Maio de 1962 – Paul McCartney

The Star Club – 31 Maio de 1962 – Pete Best, John Lennon, Paul McCartney e George Harrison

The Star Club – 31 Maio de 1962 – Pete Best

The Star Club – 31 Maio de 1962 – Paul McCartney

The Star Club – 31 Maio de 1962 – John Lennon

The Star Club – 31 Maio de 1962 – Gene Vicent, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Pete Best

2 Junho de 1962 – Aeroporto de Hamburgo (Paul, Pete e George, de costas)

03 de Junho de 1962 – The Cavern Club – Paul e Pete

06 Junho 1962 – Paul e John no The Cavern Club

06 Junho 1962 – Ringo é contratado para gravar com os Beatles, mas Pete continua sendo o baterista dos Beatles para os Shows.

11 de Junho 1962 – BBC Playhouse Theatre (Ringo está na bateria)

21 Junho 1962 – The Tower Ballroom – com os amigos Delbert McLinton e Bruce Channel

21 de Junho 1962 – The Tower Ballroom – backstage (John, Paul, Pete e George)

01 de Julho 1962 – The Cavern Club – John Lennon, Paul McCartney e Gene Vicent

06 Julho 1962 – Royal Iris Riverboat, Liverpool – Paul, Pete e John

06 Julho 1962 – Paul John e George

Julho de 1962 – Paul McCartney

27 Julho 1962 – The Tower Balroom

27 Julho 1962 – cartaz do show de Joe Brown com Os Beatles e outras bandas de Liverpool

Em 16 Agosto 1962 – Pete Best é demitido dos Beatles.

Quando ainda estavam em Hamburgo, Paul começou a se desentender com Stu. George Harrison conta que precisavam de um baixista para colocar em seu lugar, porém ele não queria o cargo, John Lennon também não, então Paul aceitou ser o baixista da banda.

Voltaram a Liverpool e lá a moda do momento eram os “The Shadows”, e todos os conjuntos queriam copiá-los.

Havia também a necessidade de locomoção na cidade, carregando todos os instrumentos, então Pete Best indicou Neil Aspinall para fazer o transporte deles.

Seguem se apresentando e tocam “Long Tall Sally”:

E eis que um rapaz vai até uma loja de discos em Liverpool e pede ao dono o disco “My Bonnie”, dos Beatles! O dia era 28 de outubro de 1960 e o rapaz, Raymond Jones.

A loja era de Brian Epstein, que não conhecia a música – Brian vai então assistí-los no Cavern por sugestão do garoto e se impressiona com aquele clima escuro, cheio de fumaça, música beat tocando… mas algo aconteceu e ele foi atingido pela música deles, pelo ritmo e pelo senso de humor daqueles rapazes cheios de charme e simpatia.

(Ainda não se confirmou na história se este acontecimento existiu mesmo ou foi criado na imaginação de Brian.)

O primeiro passo foi mudar aquelas roupas de couro e fora de moda, pelos famosos e simpáticos terninhos.

Paul comenta que foi acusado de ter traído a eles por aceitar a troca, mas ele também diz que se lembra que todos concordaram e Brian não precisou arrastar ninguém ao alfaiate, todos foram muito felizes.

O Teste Na Decca

John Lennon conta que a fita era boa para a época, mas George Harrison lembra que Dick Rowe, o homem que não assinou com eles, falou na época que bandas que usavam guitarras estavam com seus dias contados.

George Harrison conta também que Brian andava com aquela fita debaixo do braço e alguém na loja HMV na Oxford Street conhecia o George Martin e sugeriu que ele mostrasse a fita a ele.

George Martin então lhes deu um teste na Abbey Road. Ele gostou e achou que eles tinham um carisma incrível; só isso já venderia muito. Mas foi aí que George Martin não gostou do baterista!

George Harrison conta que historicamente pode parecer que eles fizeram uma maldade com Pete Best, mas a história mostra que o Ringo era um membro da banda e só não havia aparecido no filme até aquela cena.

Brian liga para Ringo e pergunta se ele queria se juntar à banda.

Ele responde: “Sure! When”?

Brian responde: “Now”!

Ringo pede um prazo para se desligar de sua antiga banda e junta-se aos Beatles num sábado, na sessão do mei-dia no Cavern. Era 22 de agosto de 1962… a platéia grita:

“Queremos Pete”!

Em 22 de agosto de 1962, Ringo entra definitivamente para os Beatles.

Os Beatles foram heróis de uma era e são ainda o espírito de seu tempo. Tocaram no lugar certo, encontraram as pessoas certas, mas antes de tudo e de qualquer coisa, eles eram muito bons!

Fonte da pesquisa:

1) DVD Anthology

2) The Compleat Beatles

3) “The Day John Met Paul” e “Puttin’ On The Style”

4) Beatles Brasil

5) Pesquisa fotográfica realizada por Johnny di Botafogo em  The Savage Young Beatles

Addendum:

“The Quarry Men At Home” é um álbum com músicas que os Beatles tocaram de 1957 a 1960.

Chapter One – CO 25190 – Total Playing Time : 40:34.
Tracks 1-16 are from a rehearsal by the Quarrymen in Liverpool, May 1960. The Quarrymen was the first Beatles’ configuration. It included Stuart Sutcliffe on bass.
Track 17 is a Quarrymen-acetate from 1958.
Track 18 is one of the recordings by Tony Sheridan and The Beatles in 1962.
Tracks 19-20 are The Beatles recorded live at The Star Club, Hamburg, December 1962.
Track list :

1. Hallelujah, I Love Her So – Ray Charles – Paul McCartney

2. One After 909 – Lennon / McCartney – Lead vocal: John Lennon

3. I’ll Always Be In Love With You – Green / Ruby? – Vocal: John Lennon?
4. You’ll Be Mine – Lennon/McCartney – Lead vocal: Paul McCartney
5. Matchbox – Carl Perkins – Vocal: John Lennon
6. Wildcat – Gene Vincent? – Vocal: George Harrison?
7. Some Days – Siverstein / Taylor? – Vocal: Paul McCartney
8. Looking Glass – George Harrison? – Instrumental
9. I’ll Follow The Sun – Lennon / McCartney – Vocal: Paul McCartney
10. One After 909 – Lennon / McCartney – Lead vocal: John Lennon
11. Well Darling – ? – Vocals ?
12. You Must Write Every Day – ? – Lead vocal: John Lennon ?
13. Movin’n Groovin – Duane Eddy ? – Instrumental
14. That’s When Your Heartaches Begin – ? – Vocal: ?
15. Hello Little Girl – Lennon / McCartney – Vocals: Paul & John
16. The World Is Waiting For The Sunrise – Lockhart / Seitz ? – Vocal: ?
17. That’ll Be The Day – Allison / Holly / Petty – Vocal: John Lennon
18. Sweet Georgia Brown – Bernie / Pinkard /Casey – The Beatles with Tony Sheridan
19. I Saw Her Standing – Lennon / McCartney – Lead vocal: Paul McCartney
20. Red Hot – Emerson ? – Vocal: John Lennon, background talk from George Harrison

In spite of all the danger

The first song ever recorded by The Quarrymen,who will become the Beatles.Recorded in 1958,in a “home” studio with only one mic.George was only 15 years old,John 18 and Paul

16.Not even Pete Best was there.Its called “That’ll Be the Day”

This is a little mash up of the 30 seconds from the fete, and 1960 version of One After 909, (spooky), and a passable jam session. One thing though, I am now more sure than ever that the 1960 tapes are not all from the one place, there are 2 different styles, one is virtually music lesson learning mode, and others are far more accomplished ( in comparison ). I think the blues/rock jam is Hambug 60, but that’s just my opinion.

Another collage here, this time using images from the beginnings of the Beatles up to their first major breakthrogh. The track is a 1960 recording / rehearsal of an early Lennon McCartney, ‘Well, Darling.’ Now to say it’s lo-fi is an understatement, but it still has charm. A must for real Beatle nuts as the first few notes blasted out are by none other than Stu Sutcliffe. His bass playing is a pleasant surprise, he was nowhere near as bad as has been painted all these years, pardon the pun, not imaginative or with the usual variations / runs most bass players employ, as he does tend to play each note over and over staccato style, but they are the right notes!


.
The Beatles Decca Session – 1 January 1962 – Monday – Decca Studios, London

Part 1 of The Beatles audition for Decca Records. Pete Best on drums.

1. Like Dreamers Do
2. Money
3. To Know Her is to Love Her
4. Memphis

1 January 1962 – Monday – Decca Studios, London

Part 2 of The Beatles audition for Decca Records. Pete Best on drums.

5. ‘Til There was You
6. Sure to Fall
7. Besame Mucho
8. Love of the Loved

1 January 1962 – Monday – Decca Studios, London

Part 3 of The Beatles audition for Decca Records. Pete Best on drums.

9. Hello Little Girl
10. Three Cool Cats
11. September in the Rain
12. Take Good Care of my Baby

1 January 1962 – Monday – Decca Studios, London

Part 4 of The Beatles audition for Decca Records. Pete Best on drums.

13. Crying, Waiting, Hoping
14. The Sheik of Araby
15. Searchin’

LINK PARA A PARTE II

LINK PARA A PARTE III

Anúncios

4 respostas em “Fatos e Fotos da História dos Beatles – “Early Years” – PARTE I de III

    • Nossa Wilie, que coincidência! Você é a segunda pessoa que me dá esta sugestão hoje. kkkk
      Agora pouco foi o Lucas Gonçalves que me escreveu:
      ” Lucinha! Tudo bom? Adorei a sua postagem sobre os primeiros anos dos Beatles! Eu acho que daria um bom livro! ”

      😀

  1. Oi, Lucy, seria “in the sky”. Adorei o seu trabalho! Adoro BEATLES tbm. Em 1990, tive a oportunidade de estar no Maracanã para assistir ao show histórico de Paul McCartney aqui no Brasil. Foi um sonho, gostaria de reviver esta emoção. estou lendo atualmente uma Biografia sobre o Paul McCartney, denominada “Uma Vida”, escrita por Peter Ames Carlin e, estou adorando-a. O livro relata todo o início do Beatles e, de como todos se conheceram, passando para seus primeiros show’s em Hamburgo, Brian Epstein, até relatar mais a história do Paul.
    Tem um ponto na qual o livro relata, que quando o Paul anunciou o fim dos Beatles, ele só o fez, porque entre eles já não havia mais aquele pensamento de grupo. O John já estava querendo sair faz tempo, o George tbm; mas infelizmente quem teve a coragem de dar esta fatídica notícia foi o Paul, pois ele já não conseguia mais unir o grupo e os interesses
    dos demais, eram outros. Aí, ele ficou sendo o portador da má notícia…
    Com o uso das drogas pesadas que John consumia e com a Yoko à tiracolo (sendo chamada até de 5º beatle, pois tbm dava opiniões sobre o que eles deveriam de fazer, musicalmente, falando), estava ficando difícil o relacionamento do grupo. O que vc acha de tudo isto?

  2. Oi Lucinha, eu tinha 12 anos já morando no Brasil e minha vó mandou uns jornais franceses para dar continuidade à vida mas um artigo me chamou atençao sobre um grupo que fazia sucesso numa pequena cidade da Inglaterra e que se denominava de “The Beatles”.Essa foi a 1ª vez que via a palavra Beatles na minha vida.A partir daí pedi à minha vó que me mandasse todos os jornais que continham notícias deles. Fui acompanhando de longe mas muito pouco. Em dezembro de 63,viajei para a França para visitar meus parentes e principalmente minha vó,chegando lá ela me deu o maior presente de natal de todos os tempos que foi o ingresso para o show dos Beatles que ia acontecer em janeiro de 64 no Olympia de Paris. E fui! Fui mais por curiosidade pois só se falava deles na França mas a Beatlemania não tinha estourado na França ainda. O show foi maravilhoso! Esse show preencheu todas as minhas expectativas pois a partir daí me tornei um Beatlemaníaco até hoje.

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s