UMA VERDADE QUE NÃO QUER CALAR! (NA MÚSICA BRASILEIRA)

Vejam esta comparação: Hotel California com Eagles e com Renato e Seus Blue Caps.

Hotel California – Eagles

.

Hotel California – Renato e Seus Blue Caps

Recentemente a banda Eagles publicou este vídeo introduzindo um solo de Trompete no início, remetendo a uma influência da música Flamenca na canção, coisa que Renato e Seus Blue Caps em seus shows já havia introduzido nesta música o clássico “Arranjuez Mon Amour”, um arranjo elaborado por Renato Barros, que apesar de francês, nos remete às canções espanholas (Flamencas). (no vídeo acima, a partir de 2min.17’)
Uma feliz coincidência!?! 😉

Neste vídeo a seguir, em entrevista, o músico Renato Barros fala sobre este arranjo que fez na música Hotel California:

.

.

Vejam agora estes outros vídeos e tirem suas conclusões…

ISTO É ROCK AND ROLL! =>>> Quem sabe, sabe! 😉

Garota Malvada – Renato e Seus Blue Caps

Menina Linda – Tequila Baby Ao vivo no Festival Planeta Atlântida.

ISTO É BOSSA NOVA! =>>> Na MPB, quem sabe, sabe, e se tem competência, realiza! 😉

Renato e Seus Blue Caps homenageando a Bossa Nova…

… E também homenageando Lupicínio Rodrigues!

Isso é o que chamamos de genialidade, isso é ter a música nas veias, no sangue, no coração.

Coincidências à parte, outro dia num programa do Canal Bis chamado “Vamos tocar com Léo Gandelman”, ouvi um roqueiro dizer que fazia bossa nova…
Bastou Renato e Seus Blue Caps ter tido a ideia e ter tomado a iniciativa de cantar e tocar BOSSA NOVA para homenagear Tom Jobim em seus shows, para que um roqueiro confesso dissesse que gostava de bossa nova, mas que com a onda da Jovem Guarda passou a tocar Rock. O que seria isso? Uma inversão da historia?

Ocorre que muitos jornalistas, críticos musicais e escritores (não vou citar nomes por questão de ética), teimam em esconder do grande público a verdade dos fatos, cometendo assim a corrupção cultural, tentando incutir falsas verdades, talvez por interesses escusos.
Por isso… “lava jato” neles!

 

PARABÉNS RENATO E SEUS BLUE CAPS, A MELHOR BANDA DE ROCK DO BRASIL, APESAR DA MÍDIA! SALVE SALVE!!!

Geraldo Alves, primeiro Empresário Artístico de Roberto Carlos lança livro de memórias.

Estas duas imagens a seguir são do grupo The Clevers em sua segunda formação…

O ano era 1965 e nessa ocasião Roberto Carlos iniciava à frente do recém lançado programa, o Jovem Guarda da TV Record, e prometia colocar a banda no Jovem Guarda para promover a nova versão dos Clevers, porque os anteriores tinham migrado para “Os Incríveis”, cujo nome era o título dos LPs dos Clevers.

Foi um sufoco, muita confusão na época, mas Antonio Aguillar conta que conseguiu ultrapassar todos os obstáculos e fazer sucesso com a versão da música “No Reply” dos Beatles, título “SEM RESPOSTA”, versão escrita por Norberto de Freitas, um discotecário da Radio Nacional de São Paulo.
Essa banda chegou a tocar no Reino da Juventude da TV Record e fez outros programas de televisão em São Paulo além de ampla divulgação do sucesso “Sem Resposta”.

Em vista de se vestirem como os Beatles e lembrarem os músicos ingleses com suas roupas e cabeleiras, acabaram sendo contratados para tocar no Beco, uma casa promovida pelo famoso Abelardo Figueiredo.

Em 1968 acabou o programa Jovem Guarda e eles também se debandaram, cada um seguindo seu caminho solo, o nome ficou fora da mídia até que Aguillar voltou ao radio em 2005, com o programa Jovens Tardes de Domingo pela Radio Capital, quando formou um novo grupo com a patente The Clevers, chegando a gravar dois CDs e um DVD e continua até hoje tocando em shows e bailes.

Estou contando esta historia por que no próximo dia 9 de abril ocorrerá o lançamento do livro de Geraldo Alves, o primeiro empresário artístico de Roberto Carlos e de muitos outros artistas da Jovem Guarda, e a banda The Clevers em sua formação atual estará presente no Bar Brahma acompanhando a apresentação dos artistas convidados para o lançamento do livro.

Um detalhe: Roberto Carlos autorizou o livro de Geraldo Alves.

Hoje a formação dos Clevers tem Rod Spencer na guitarra solo, Luiz Monteiro na guitarra base e vocalista, Satoru no contra baixo, João Kramer no teclado e Evaldo Correa na batera.

Segue uma entrevista levada ao ar pela Rádio Capital em 26/03/2017, ocasião em que Antonio Aguillar conversou com Geraldo Alves. Ele contou alguns detalhes do início de carreira de Roberto Carlos, convidou para o lançamento de seu livro no dia 09 de abril, às 16h30 no Bar Brahma em São Paulo, e citou alguns cantores lançados por ele como Paulo Sérgio, Altemar Dutra, entre outros.

Ao final temos a oportunidade de ouvir um depoimento do saudoso Sérgio Murilo a Antonio Aguillar, contando por que cantava com as mãos…

Ouçam!

Geraldo Alves foi o primeiro empresário artístico de Roberto Carlos. Ele era açougueiro em Limeira, interior de São Paulo, e também acordeonista. Quando trabalhava com Roberto Carlos no inicio de carreira, Geraldo Alves levava Roberto a fazer shows em circos (era moda na época) e acompanhava o cantor com o seu acordeom ou sanfona, como era chamada na época, enquanto Roberto tocava seu violão.

.

Faleceu hoje Pete Shotton, o melhor amigo de John Lennon na Quarry Bank High School.

Morreu hoje aos 75 anos Pete Shotton, o melhor amigo de John Lennon na Quarry Bank High School.

Pete Shotton à esquerda, com John Lennon, na Quarry Bank High School em Liverpool.

Homenagens estão sendo preparadas e sabe-se que ele morreu de ataque cardíaco em sua casa em Knutsford, Cheshire.
No momento está sendo providenciado seu funeral.

Informações aqui.

Pete Shotton fazia parte da banda formada por Lennon, The Quarrymen, que tinha a seguinte formação:

Colin Hanton – bateria, Eric Griffiths – guitarra, John Lennon – vocal, guitarra, Ivan Vaughan – baixo (tea-chest), Pete Shotton – esfregão (washboard) e Rod Davis – banjo.

No ano de 1956 John Lennon era um aluno da escola chamada Quarry Bank School em Liverpool, e adorava tocar Skiffle com seus companheiros.

Nesta época Paul McCartney chorava a morte de sua mãe Mary e estudava em outro colégio de Liverpool, onde também estudava seu colega George Harrison, 9 meses mais novo que ele.

Em 1957 John Lennon decidiu formar um grupo de Skiffle e formou o grupo “The Blackjacks”, porém, este nome durou apenas uma semana e John usou o nome da escola como inspiração para criar “The Quarry Men” em março de 1957.

The Black Jacks

Não é surpresa portanto Pete Shotton ser o primeiro musico que o jovem Winston intimidaria a aprender a tocar um instrumento para entrar em “sua” banda. O duo consistia de John Lennon num violão com quatro cordas e Pete Shotton tocando esfregão com dedal, instrumento tão na moda no skiffle. Nascia assim, perto do final de 1956, The Black Jacks Skiffle Group. O nome veio graças ao fato que os dois sempre tocavam de jeans negro. Inicialmente muito satisfeito com sua realização musical, aprendendo números de Lonnie Donnegan e alguns outros sucesso da época, Lennon rapidamente percebia a necessidade de ter mais componentes. Com mais gente na banda, trazendo um maior número de instrumentos e assim aumentando a carga sonora do grupo (em outras palavras, fazendo mais barulho), poderiam, quem sabe, atrair mais a atenção de um público hipotético.

Com duas semanas de existência, the Black Jacks teria o acréscimo de Eric Griffths, que ganhara um violão novo de presente do seus pais, e Bill Smith tocando um baixo improvisado, feito de cabo de vassoura, corda e um caixote de chá pintado de preto. Os dois são amigos de Lennon da escola. Griffths e Lennon foram juntos ter aulas de violão com um tutor mas abandonaram na segunda aula. Acabaram tendo suas aulas de Julia Lennon mãe de John, que afinava os instrumentos para os dois e lhes ensinaou acordes de banjo. Este núcleo inicial da banda tocava geralmente em festas. Outros meninos se juntavam aos quatro, esporadicamente participando da formação, mesmo que, em alguns casos, durando apenas um ensaio.

Com a moda do skiffle se alastrando e crianças em todos os cantos buscando instrumentos para montarem suas bandas, o Natal de 1956 foi marcado pela quantidade de instrumentos musicais que foram presenteados pelos pais. É o caso de Colin Hanton e Rod Davis, respectivamente ganhando uma pequena bateria, e um banjo. Hanton e Griffths se conheciam de jogar futebol de rua na vizinhança. Quando soube que Hanton tinha ganho uma bateria, foi convidado para entrar na banda.

Rod Davis, o bom aluno entre eles, depois de tentar tocar o violino e o ukulele, acabou se acertando com o banjo. Mal começou a se gabar do presente que seria rapidamente convidado por Griffths a entrar para o grupo. Portanto o ano de 1957 começa com este grupo de skiffle na sua formação completa: John cantava e tocava guitarra, Colin Hanton tocava bateria, Eric Griffiths tocava guitarra, Pete Shotton tocava no “washboard”, Rod Davis no banjo e Bill Smith no baixo (bass). Bill logo foi substituído por Ivan Vaughan.

The Quarry Men – 06 de Julho de 1957 – St. Peter’s Woolton Garden – John Lennon e Eric Griffths nos violões, Pete Shotton no esfregão e dedal, Rod Davis no banjo, Len Garry no baixo improvisado e Colin Hanton na bateria.

The Quarry Men – 6 de Julho de 1957 – St. Peter’s Woolton Garden – John Lennon e Eric Griffths nos violões, Pete Shotton no esfregão e dedal, Len Garry no baixo improvisado e Colin Hanton na bateria.

Morre Allan Williams, o primeiro empresário dos Beatles.

Tomamos conhecimento da morte de Allan Williams através da página de Roag Best no Facebook, nesta data de 30 de dezembro de 2016.

allan-williams

Allan Williams foi o primeiro empresário (não oficial) dos Beatles, e foi quem convidou a banda para uma turnê em Hamburgo.

Naquela época eles precisavam de um baterista e George Harrison lembrou que havia um rapaz chamado Pete Best que tinha uma bateria. Eles fizeram um teste e contrataram Pete Best em meados de agosto de 1960 para ser o baterista dos Beatles.

Allan Williams os levou para Hamburgo e quando chegaram lá, foram para o Indra Club e depois para o Top Ten Club, por que receberam uma grande proposta para serem contratados neste clube, desrespeitando o contrato com o Indra. Foi aí que o dono até chamou a polícia, denunciando George por ser menor de idade.

A caminho de Hamburgo em 1960, eles pararam em Arnhem na, depois de terem seguido um caminho errado. Lá, Williams, sua esposa Beryl, Lord Woodbine, Stuart Sutcliffe, Paul McCartney, George Harrison e Pete Best foram fotografados no memorial da guerra, possivelmente por John Lennon. Eles ainda passaram algum tempo circulando pela cidade.

A caminho de Hamburgo em 1960, eles pararam em Arnhem na Holanda, depois de terem seguido por um caminho errado. Lá, Williams, sua esposa Beryl, Lord Woodbine, Stuart Sutcliffe, Paul McCartney, George Harrison e Pete Best foram fotografados no memorial da guerra, possivelmente por John Lennon.
Eles ainda passaram algum tempo circulando pela cidade.

Mais recentemente, quando Tony Sheridan esteve no Brasil em janeiro de 2010, Allan Williams havia sido convidado pra vir juntamente com ele e Ray Johnson, produtor executivo do internacional Beatle Week, o Festival dos Beatles que acontece há anos em Liverpool, Johnson que também é o gerente geral do lendário Cavern Club.
Durante a coletiva de imprensa realizada em Vitória/ES, local da apresentação de Tony Sheridan, Johnson revelou o teor de uma conversa que teve com Allan Williams, que foi o primeiro empresário dos Beatles mas que desistiu da banda antes dela se tornar o sucesso mundial que foi: _“Eu disse, Alan, você está fazendo uma burrice em não ir comigo ao Brasil. E ele respondeu: ‘venho fazendo burrices há 60 anos. Foi por isso que perdi a banda’, contou Ray Johnson.

Rest in Peace

Renato Barros e sua “Menina Linda” numa levada Bossa Nova!

Ouçam esta beleza nacional, um registro inédito, muito diferente, pois Renato não costuma interpretar suas músicas nas jam sessions em que participa, proporcionando a todos os fãs de Renato e Seus Blue Caps, este ineditismo!
Renato Barros foi registrado neste vídeo em todo seu talento, carisma e simpatia pelo amigo Henrique Kurtz. 😉

RENATO BARROS canta “Menina Linda” numa levada bossa. A canção é um marco na história da banda Renato E Seus Blue Caps (gravada em 1965, no LP Viva A Juventude).

Quando escreveu a versão para ‘I Should Have Know Better’, de Lennon-McCartney, Renato não esperava que a música fizesse tanto sucesso, como de fato aconteceu, tornando-se um clássico do rock brasileiro.
Aqui, com o acompanhamento de Chico Neto no teclado, Renato esbanja simpatia e carisma fazendo o que mais gosta!

Tijuca. Rio, 06-12-2016.
Vídeo: Henrique Kurtz ©

Opção pelo Youtube

Ou pelo Facebook:

.

O cantor e compositor RENATO BARROS é um desbravador, um pioneiro do Rock numa época de grandes dificuldades, e com a banda que leva seu nome, abriu caminho a canivete para que outros passassem de Rolls-Royce.
É dele a primeira boa representação de como o rock deveria ser feito no Brasil. Foi com ele que aconteceu a tal pegada rocker. Guitarras com efeitos, sem ternura e academicismos (guitarra ‘quadrada’).
Bons vocais.
Baixo e bateria.
Virou referência.
E influência.

“Eu quero esse som dos Blue Caps” passou a ser ouvido nos estúdios e escritórios das gravadoras.
A partir daí, a explosão de sucesso nos anos 60 e os clássicos perpetuados ao longo dos tempos continuam até hoje.
A música do conjunto atinge todas as idades, e já somam 56 anos de história.

É a verdadeira majestade do rock’n’roll Brasilis… “Blue Jean Bop”!

Tenho a sorte de conhecer Renato Barros. Admiro o profissional. Gosto infinitamente mais da pessoa.

Por Henrique Kurtz
(e eu assino embaixo!) 😉

Renato Barros e Henrique Kurtz

Renato Barros e Henrique Kurtz

RENATO BARROS: O OUTRO LADO DO MAIOR ROQUEIRO DO BRASIL!

Um artista completo é assim, não existem barreiras musicais, ele se atira e faz bem tudo a que se propõe, são o que chamamos de “Show Man”, não muito comuns mais nos tempos de hoje!

Ele mesmo já contou para o seu público que seu gosto musical foi influenciado pela música americana, que ele desde cedo costumava ouvir em casa… Disse que o gosto musical de sua família pelos clássicos da música americana foi o que o incentivou a tornar-se compositor, daí também o seu prazer em interpretar canções de Frank Sinatra, Nat King Cole, Elvis Presley, entre outros, em seus momentos de lazer nas noites de diversão na Tijuca, que ele adora frequentar na companhia de seu grande amigo, o Henrique Kurtz.
Isso foi o que levou Renato a introduzir músicas internacionais nos shows de sua banda Renato e Seus Blue Caps.

Foto por Elias Nogueira

Foto por Elias Nogueira

No depoimento a seguir, Renato cita a importância da música de Paul McCartney na obra dos Beatles, fala sobre o enfraquecimento do amor na atualidade, a inclusão de clássicos nos shows de Renato e Seus Blue Caps e faz referência à passeata contra as guitarras nos anos 60, entre outras coisas…

.

Neste vídeo, acompanhado pelos maestros Chico Neto (piano) e Eristom Gonçalves (contrabaixo), Renato interpreta Nat King Cole, Sinatra e Dolores Duran.
Imagens: Fatyma Silva.

1 – Tenderly (Nat King Cole)
2 – One for my Baby (Sinatra)
3 – The Lady is a Tramp (Sinatra)
4 – I’ve got the world on a string (Sinatra)
5 – Fim de Caso (Dolores Duran)
6 – When I fall in love (Nat King Cole)
7 – The Way you Look Tonight (Sinatra)
8 – Someone to Watch over me (Sinatra)

.

Neste vídeo RENATO BARROS canta “Love Me Tender” (Elvis Presley-Vera Matson), acompanhado por Chico Neto ao teclado.
A canção é um grande sucesso do repertório de Elvis Presley, e foi gravada em 1956.
Tijuca – Rio, 29-11-2016
Filmagem: Henrique Kurtz

.
Neste vídeo RENATO BARROS canta o standard “Someone To Watch Over Me” (George Gershwin-Ira Gershwin), acompanhado por Chico Neto no teclado, e dedica a canção aos meninos do Clube de Futebol Chapecoense (visivelmente emocionado…).
Tijuca, Rio, 29-11-2016
Filmagem: Henrique Kurtz

.

Neste vídeo RENATO BARROS interpreta a canção “De Volta Pro Aconchego”, de Dominguinhos e Nando Cordel (1985), acompanhado por Eristom Gonçalves no baixo e Chico Neto no teclado.
Rio, 18-10-2016
Filmagem: Henrique Kurtz

.

.

Neste vídeo RENATO BARROS diversifica, cantando ‘Quem Há De Dizer’, samba dor-de-cotovelo de Lupicínio Rodrigues (em parceria com Alcides Gonçalves), gravado em 1948 por Francisco Alves.
Acompanhado por Chico Neto no teclado.
O ‘Blue Cap’ dedica a música à amiga gaúcha NICE CARPIN.
Tijuca, Rio, 05-09-2016.
Imagens: Henrique Kurtz


.

Neste vídeo RENATO BARROS canta ‘Fim de Caso’, de 1958, um clássico de Dolores Duran, e dedica a canção a mim, essa simples mortal aqui! ehehe
Acompanhado por Jimmy Santa Cruz no contrabaixo e Chico Neto no teclado.
Tijuca, 29-08-2016
Filmagem: Henrique Kurtz


.

Neste vídeo RENATO BARROS interpreta um de seus ídolos, o imortal Frank Sinatra em “Flying to the Moon”, com acompanhamento do excepcional maestro Chico Neto.

Neste vídeo RENATO BARROS canta “Canção de Amor”, um samba-canção de Chocolate e Elano de Paula, de 1950, acompanhado pelo pianista Chico Neto.


.

Neste vídeo RENATO BARROS canta o standard Body And Soul, acompanhado pelo pianista Chico Neto.
Tijuca, Rio, 08-08-2016.
Filmagem: Henrique Kurtz


.

Neste vídeo RENATO BARROS vai ao teclado, e acompanha o amigo compositor Getúlio Côrtes nas canções ‘Quase Fui Lhe Procurar’ e ‘Pega Ladrão’, ambas de autoria de Getúlio, o Negro Gato.


.

Neste vídeo, mais um momento Jazzístico. RENATO BARROS canta um trecho do standard Someone To Watch Over Me, de George e Ira Gershwin, também acompanhado pelo Maestro Chico Neto no teclado.
Rio, 02-03-2015.


.

Neste vídeo, um momento lindo para a posteridade, quando RENATO BARROS e a atriz ADRIANA LESSA cantam uma das músicas de maior sucesso composta por Renato, o hit Devolva-Me, de 1966.
Acompanhamento de Chico Neto no teclado e Eristom Gonçalves no baixo acústico.
Tijuca, Rio.
Filmagem: Henrique Kurtz ©


.

Neste vídeo RENATO BARROS interpreta “Body and Soul”. Chico Neto ao teclado e arranjos (Maestro Chiquinho), Eristom Gonçalves no baixo acústico, participação vocal de Getúlio Côrtes. Ao final, podemos ouvir o entusiasmo e aprovação do restaurateur Otto Ottmar Grunewald (‘maravilha! quero esse vídeo!…’).
Rio, 01-12-2014.
Filmagem: Henrique Kurtz ©


.

Meste vídeo RENATO BARROS canta o standard “Body and Soul”, acompanhado por Chico Neto no teclado.
Tijuca. Rio, 07-02-2017.
Vídeo: Henrique Kurtz’

“Body and Soul” é uma canção popular de jazz gravada pelo saxofonista americano Coleman Hawkins e composta por Johnny Green, Edward Heyman, Robert Sour e Frank Eyton em 1930.
Foi escrita para a atriz e cantora inglesa Gertrude Lawrence, sendo interpretada pela primeira vez por ela, ainda na Inglaterra.
Um padrão de jazz até hoje, possui centenas de versões cantadas e gravadas por dezenas de artistas.
Clássicas gravações vocais incluem as de: Ella Fitzgerald , Hanshaw Annette , Billie Holiday , Billy Eckstine , Etta James , Sarah Vaughan e Frank Sinatra, e músicos como Benny Goodman , Lee Konitz , John Coltrane , Charles Mingus , Dexter Gordon e Lester Young.

Neste vídeo, uma linda interpretação de Renato Barros, o roqueiro mais querido do Brasil.

Neste vídeo RENATO BARROS e GETÚLIO CÔRTES, sob a batuta do Maestro Chiquinho Neto, com o baixista Eristom Gonçalves, cantam: The Way You Look Tonight, The Lady Is A Tramp e Fim de Caso.
Rio, 04-11-2014.
Filmagem: Henrique Kurtz ©


.

Para RENATO ‘Blue Cap’ BARROS, felicidade significa estar entre familiares e amigos, tocar guitarra por horas a fio e cantar standards do Jazz, algumas da bossa nova e vários clássicos do repertório de Frank Sinatra, dentre eles, ‘Love Is Here To Stay’.
Rio, 27-09-2014.
Filmagem: Henrique Kurtz ©


.

Comemoração de aniversário do RENATO BARROS, organizada pelas suas filhas, ERIKA e RENATA. Presença de familiares e amigos, com direito a jam session com Renato no violão e guitarra junto aos seus amigos músicos: Chico Neto no teclado, Eristom Gonçalves no contrabaixo acústico e Gelsinho Moraes na caixa. Getúlio Côrtes cantou o standard Singin’ in the Rain e a sua imortalizada composição Negro Gato, originalmente gravada pelo conjunto Renato E Seus Blue Caps.
Rio, 27-09-2014.
Filmagem: Henrique Kurtz ©


.

Neste vídeo, RENATO BARROS canta “Corcovado” (Tom Jobim, 1960), acompanhado por Chico Neto ao teclado.
Tijuca. Rio, 06-12-2016.
Vídeo: Henrique Kurtz

Neste vídeo RENATO BARROS canta o standard “It’s Wonderful” ( George Gershwin-Ira Gershwin, 1927), acompanhado por Chico Neto ao teclado.
Tijuca. Rio, 06-12-2016.
Vídeo: Henrique Kurtz’

.
Neste vídeo, RENATO BARROS e ROD STWART, dois roqueiros e uma só canção: o Jazz “The Way you Look Tonight”!

_ O primeiro, sem a sua famosa banda de Rock Renato e Seus Blue Caps, canta Jazz na simplicidade do ambiente de um bar na Tijuca, na companhia de amigos, acompanhado pelos músicos Chico Neto ao piano e Eristom Gonçalves no contrabaixo.

_ O segundo se apresenta com glamour e todos os aparatos necessários para a gravação de seu DVD ao vivo, diante de uma plateia seleta e encantada.

Ambos estão interpretando aqui a canção “The way you look Tonight”.

E nós, que os admiramos, aplaudimos aqui pela nossa telinha do computador.

.

As lendas não morrem jamais e Renato Barros, uma lenda viva do Rock e da música brasileira, jamais deixará de ser o maior roqueiro do Brasil, com sua banda Renato e Seus Blue Caps! 😉

E como diria Cid Chaves, “QUERO OUVIR”!

.

.

renato-e-frank-sinatra-2

Musical Infantil “Para Conhecer os Beatles” presta homenagem a Renato e Seus Blue Caps.

musical-para-conhecer-os-beatles

A peça foi realizada no Teatro Nathália Timberg – Av. das Américas, 2000 – Freeway – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, durante o período de 08 de outubro a 27 de novembro de 2017.
Os atores passaram vários meses pesquisando sobre a banda The Beatles, cantando e interpretando suas músicas exatamente para conhecê-las e apresentá-las ao público.
Esse musical mostra a tendência das crianças de hoje em dia em só ficarem grudadas em aparelhos celulares, tablets, joguinhos eletrônicos, etc.

As crianças ficam sabendo então de um concurso sobre os Beatles em uma rádio, e ficam fascinadas em ganhar o prêmio, que seria uma viagem incrível para quem vencesse, e assim formam-se vários grupos para participar do concurso. Cada grupo tem que pesquisar sobre os Beatles, mas a regra principal é que eles não poderão usar aparelhos eletrônicos para a sua pesquisa.

A peça também fala de forma sutil sobre preconceito e sobre o que somos levados a acreditar, baseados apenas no que nos falam e o quanto as pessoas podem nos influenciar, muitas vezes sem vermos a verdade.

musical-para-conhecer-os-beatles-criancas

Sinopse

Formado por um elenco de 18 crianças, o espetáculo “Para Conhecer os Beatles” conta a história de duas meninas de uma cidade distante que querem pular corda e procuram na cidade grande uma terceira criança para ajudar. Porém, elas não conseguem, pois nessa cidade todas as crianças estão “enfeitiçadas” por aparelhos eletrônicos como smartphones, tablets e joguinhos.
Diante dessa dificuldade, num curioso passe de mágica todos os aparelhos “bugam” e ao mesmo tempo, anunciam um concurso em uma rádio, que oferece como prêmio uma viagem inesquecível. Nesse concurso as crianças devem apresentar músicas dos Beatles, que elas não conhecem por não serem da sua geração. E como regra do concurso, não podem usar nenhum recurso moderno. O prêmio prometido é uma viagem inesquecível.
O espetáculo leva os pequenos a uma viagem inesquecível pela obra e músicas dos Beatles, levantando também uma reflexão sobre o uso abusivo de aparelhos eletrônicos.

Em sua última apresentação domingo passado, 27 de novembro, os nossos Beatles brasileiros, Renato Barros e Cid Chaves, da banda Renato e Seus Blue Caps, estiveram presentes na plateia, foram homenageados, e receberam o abraço e o carinho das crianças.


.

homenagem-a-rsbc-013

Cid Chaves e Renato Barros com a atriz Nathalia Costa.

homenagem-a-rsbc-014

homenagem-a-rsbc-015

De camisa Beatles está Lorrana Mousinho, Assistente de Direção, e sua mãe, com Cid e Renato.

homenagem-a-rsbc-016

Cid e Renato com a priminha do Cid, a Laura Havilla.

homenagem-a-rsbc-017

homenagem-a-rsbc-018

Mareliz Rodrigues, autora do texto e direção, juntamente com Cid e Renato.

Fotos e Vídeo por Renato Barros e Cid Chaves

Pesquisa:
1 – http://diversao-cultura.blogspot.com.br/2016/10/cultura-para-conhecer-os-beatles-pronto.html

2 – http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2016/10/06/musical-infantil-para-conhecer-os-beatles-apresenta-obra-e-musicas-da-banda/